PUBLICIDADE
Topo

Esporte

'Não tem ninguém à venda': Timão bate o pé sobre assédio por Arana

23/08/2017 16h59

Valorizado em razão da boa campanha do Corinthians em 2017, Guilherme Arana segue na mira do futebol europeu. De acordo com representantes do Sevilla (ESP), uma oferta entre 13 e 15 milhões de euros (até R$ 55 milhões) foi apresentada ao clube brasileiro pela liberação imediata do lateral-esquerdo, a uma semana do fechamento do período de contratações do futebol local. O Corinthians nega e não vê qualquer chance de saída durante o Brasileirão.

- Não recebemos propostas. E se viermos a receber a resposta será a mesma: não há nenhum jogador do Corinthians que esteja à venda - rebate, ao LANCE!, o diretor de futebol corintiano, Flávio Adauto.

O Timão não confirma o recebimento da oferta e nos bastidores bate o pé em conversas com emissários dos clubes europeus e até representantes do jogador de 20 anos: Arana não será liberado em 2017 e, caso haja oferta pela liberação no ano que vem, não sai por menos de 20 milhões de euros (R$ 75 milhões). A pedida alta é porque o Corinthians detém somente 40% dos direitos econômicos de Arana.

Neste ano, o Corinthians recebeu propostas ou sondagens formais por Guilherme Arana de diferentes valores, entre 9 e 15 milhões de euros (de R$ 34 milhões até R$ 56 milhões). Os clubes interessados, como Sevilla-ESP, CSKA-RUS e Bordeaux-FRA ainda monitoram, mas já foram informados da postura corintiana que, em oito meses, valorizou sua promessa em mais de 100%.

?

Dono de 40% dos direitos econômicos de Arana, o Corinthians tem contrato com o atleta até o fim de 2021 - o vínculo foi reajustado em março, colocando as condições salariais em patamar próximo ou igual ao dos principais jogadores do atual elenco. A multa rescisória informada pelo estafe do jogador, mas não confirmada pelo Corinthians, é de 50 milhões de euros (R$ 187 milhões), mas a cláusula liberatória é inferior no momento. E ninguém descarta a opção de aumentá-la após os elogios de Tite e um eventual título brasileiro no fim do ano.

Guilherme Arana fez parte de uma lista mencionada pelo técnico Tite de jogadores não convocados para a Seleção Brasileira, mas que estão sendo observados, como Everton Ribeiro (Flamengo), Douglas (Girona-ESP), Richarlison (Watford-ING), Arthur (Grêmio), Gabriel (Atlético-MG), Diogo Barbosa (Cruzeiro) e Bruno Henrique (Santos).

Aos 20 anos, o camisa 13 soma 76 partidas pelo Corinthians, sendo 41 neste ano. Ele fez dois gols e distribuiu oito assistências. Atualmente ele está em tratamento de uma lesão no músculo reto femoral da coxa direita, sem previsão de retorno.

Esporte