PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Com trio forte no ataque, Levir ainda não decide o centroavante do Santos

Heuler Andrey/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo
Imagem: Heuler Andrey/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo

21/08/2017 06h00

Após a tão esperada estreia de Nilmar no Santos, contra o Coritiba, neste domingo, no empate por 0 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Levir Culpi demonstrou dúvidas se tratando da posição de centroavante. Isso porque, além do atleta de 33 anos, o treinador também tem à disposição Kayke e Ricardo Oliveira, sendo que ambos têm características que os tornam fortes para disputar o espaço.

Após o jogo contra o Coxa, Levir elogiou a performance de Nilmar, mas lembrou que é impossível escalar o trio. E apesar de ver o camisa 18 com bons olhos, também citou que a forma como Kayke joga o agrada e que conta com o retorno do Pastor.

"Com o Ricardo, parece que não é nada muito grave, vai voltar em breve (o atacante sofreu uma pancada nas costas e não foi relacionado). O Kayke é praticamente o artilheiro do time, tem um melhor aproveitamento ofensivo. E o Nilmar fez sua estreia, é um jogador muito rápido, será muito importante para a competição" disse em entrevista coletiva.

Porém, o melhor aproveitamento no ataque segue sendo o do artilheiro Bruno Henrique, que já acumulou 13 gols na temporada, enquanto o carioca fica atrás com nove. Além disso, o camisa 27 lidera as assistências do Campeonato Brasileiro, com seis.

Reconhecido por dar rodagem ao time, o comandante deve seguir testando o trio, até encontrar o centroavante que case com seus ideais. Vale lembrar que com a ausência de Ricardo Oliveira, que sofreu uma pancada nas costas no treino do último sábado e ficará de repouso, Kayke pode ganhar sequência.

 

Esporte