PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Um dia antes de aniversário, Vasco é goleado pelo Bahia e aumenta jejum

20/08/2017 18h15

O Vasco completa 119 anos nesta segunda-feira, mas o rendimento do time em campo não dá motivos para a torcida comemorar. Na tarde deste domingo, o Cruz-Maltino voltou a jogar mal, cometeu erros e foi goleado por 3 a 0 para o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 21ª rodada do Brasileirão, na reestreia de Anderson Martins, que não foi bem em dois gols. O novo esquema com três zagueiros não funcionou e agora sobe para cinco a sequência de jogos sem vitórias da equipe do técnico Milton Mendes. Tiago e Mendoza, duas vezes, marcaram os gols.

O jogo começou com as duas equipes chegando com perigo ao ataque. Rodrigão saiu cara a cara com Martin Silva e foi travado na hora de finalizar. O Cruz-Maltino saiu rápido no contra-ataque e após furada de Luis Fabiano na área, a bola sobrou para Wagner, que bateu com perigo.

O Vasco entrou no 3-5-2 e durante o primeiro tempo variava para o 4-2-3-1. No entanto, com a nova formação time do técnico Milton Mendes deixava espaços atrás, mesmo com os três zagueiros.

Atuando em casa, o Bahia tentava sair jogando, mas errava muito quando pressionado. Em uma dessas falhas, Paulinho recebeu pelo lado esquerdo da área e quase abriu o placar para os visitantes.

Porém, foi o Tricolor baiano que saiu na frente. Em cobrança de escanteio, Tiago subiu mais do que Anderson Martins, que estava fazendo sua reestreia, e Breno e cabeceou para estufar a rede.

Depois do gol, a partida caiu muito o nível. Em uma pressão no fim do primeiro tempo, o Vasco quase empatou com Wagner, que aproveitou chute mascado de Fabuloso, mas acertou a trave.

O Cruz-Maltino foi castigado no último lance da primeira etapa. Em contra-ataque, Mendoza aproveita erro de Ramon, dribla Martin e marca o segundo do Bahia.

O Vasco voltou do intervalo sem o esquema com três zagueiro, que não estava dando certo, com a entrada de Bruno Paulista na vaga de Rafael Marques e Nenê na de Paulinho, para buscar a reação. Mas não deu tempo nem de se animar. No primeiro minuto, em troca de passes de Rodrigão e Régis que envolveu a zaga vascaína, o atacante bateu para o gol, Martin deu rebote e Mendoza fez mais um.

Com larga vantagem, o time baiano se postou atrás e passou a administrar a partida, esperando a boa para ir ao ataque. Por outro lado, o Cruz-Maltino tinha dificuldades para criar e não assustava Jean. Quem quase chegou ao gol mais uma vez foi o Bahia. Mendoza puxou contra-ataque e rolou para Rodrigão dentro da área, mas o atacante bateu mal para fora.

Entregue, o Vasco não teve poder para reagir. Assim, a partida terminou com triunfo do Tricolor baiano.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 X 0 VASCO

Estádio: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data/hora: 20/8/2017 - 16h (de Brasília)

Árbitro: Paulo Raphael Claus (SP) (FIFA)

Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP) (CBF) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP) (FIFA)

Renda/Público: 21.681 pagantes/R$ 591.084,00

Cartões amarelos: Jean, Bruno Paulista, Anderson Martins e Luis Fabiano (VAS)

Cartões vermelhos: nenhum

Gols: Tiago (22'/1ºT) (1-0), Mendoza, (48'/1ºT) (2-0), Mendoza (1'/2ºT) (3-0)

BAHIA: Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba (Juninho); Edson e Renê Junior; Régis (Vinícius), Zé Rafael (Matheus Reis) e Mendoza; Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande

VASCO: Martin Silva, Rafael Marques (Bruno Paulista), Breno e Anderson Martins; Gilberto, Jean, Wagner, Mateus Vital (Manga) e Ramon; Paulinho (Nenê) e Luis Fabiano. Técnico: Milton Mendes

Esporte