PUBLICIDADE
Topo

Esporte

ATUAÇÕES: Mendoza é o melhor do jogo. Milton Mendes leva pior nota

20/08/2017 18h39

O Bahia se recuperou da goleada sofrida para o Atlético-PR na última rodada e venceu o Vasco sem maiores problemas, na Fonte Nova, por 3 a 0. O destaque da partida foi o atacante colombiano Mendoza, que levou nota 8,0. A pior nota foi para o técnico Milton Mendes, que levou 3,5. Confira as avaliações do LANCE!

VASCO

5,5

MARTIN SILVA

Nada pôde fazer para evitar os gols do Bahia. Foi firme nas vezes em que a

zaga do Vasco o acionou com os pés.

5,0

RAFAEL MARQUES

Teve trabalho, em especial com Rodrigão, e bateu cabeça com os

companheiros de zaga em alguns momentos.

4,5

BRENO

Teve até um começo promissor atuando mais à frente da zaga. Porém,

após enrolar-se no primeiro gol do Bahia, caiu de rendimento de vez.

5,5

ANDERSON MARTINS

Com ritmo de jogo abaixo dos colegas, oscilou em sua reestreia. Mas, aos

poucos, sucumbiu diante dos erros, e escorregou no terceiro gol do Bahia.

4,0

GILBERTO

Teve dificuldades no apoio à marcação, e atrapalhou-se nos cruzamentos

para a área do Vasco.

4,0

JEAN

Teve dificuldades para conter o ímpeto do Tricolor baiano, e cometeu uma

série de erros de passes.

6,0

WAGNER

Foi a melhor válvula do escape do Vasco na partida. Arriscou jogadas, e

chegou a carimbar a trave de Jean na etapa inicial.

5,0

MATEUS VITAL

Teve um início promissor, com tabelas com Wagner. Porém, caiu de

produção e, aos poucos, foi sumindo em campo.

4,5

RAMON

Em uma falha grosseira sua, deu margem para o Bahia armar o contra-

ataque e fazer 2 a 0. Teve alguns lampejos no apoio ao ataque.

6,0

PAULINHO

Arriscou boas investidas, e desperdiçou boa chance nos 45 minutos em

que esteve em campo.

5,0

LUIS FABIANO

Bem marcado e com pouco ritmo de jogo, foi presa fácil para os

defensores do Tricolor baiano.

5,0

BRUNO PAULISTA

Pouco acrescentou no período em que esteve em campo. Foi truculento

em alguns momentos.

5,0

NENÊ

Atuando mais centralizado, buscou jogadas, mas não conseguiu ser

efetivo. Praticamente lutou sozinho.

4,5

MANGA ESCOBAR

Apareceu em raros momentos, mas não chegou a incomodar os

defensores adversários.

3,5

MILTON MENDES

A formação com trio de zaga foi superada com facilidade. O Vasco, mais

uma vez, pareceu confuso, e sofreu um revés graças a erros bobos.

BAHIA

6,5

JEAN

Seguro quando foi exigido.

6,0

EDUARDO

Teve trabalho com Paulinho, mas evoluiu na etapa final.

7,0

TIAGO

Subiu com precisão para abrir o placar. Seguro no combate.

6,0

LUCAS FONSECA

Desdobrou-se, e ajudou a conter o ímpeto vascaíno.

6,0

JUNINHO CAPIXABA

Foi bem no combate a Gilberto, e lutou muito.

6,0

EDSON

Batalhou bastante.

5,5

RENÊ JUNIOR

Oscilou na marcação.

7,0

RÉGIS

Decisivo, ao engatar jogadas de dois dos gols do clube baiano.

6,5

ZÉ RAFAEL

Bem na criação, iniciou a jogada do terceiro gol do Bahia.

8,0

MENDOZA

Atuação inspirada. Marcou dois gols e, com velocidade, ainda fez boas investidas.

6,5

RODRIGÃO

Deu trabalho à defesa do Vasco, e participou do terceiro gol.

6,0

VINÍCIUS

Fortaleceu a marcação.

6,0

MATHEUS REIS

Manteve a pegada ofensiva da equipe.

- JUNINHO

Entrou no finzinho, e pouco acrescentou.

7,5

PRETO CASAGRANDE

Bem organizado, o Bahia contou com a velocidade para encontrar o rumo da vitória.

Esporte