PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Richarlison espera assistência de Scarpa e alerta: 'Grêmio bate muito'

30/05/2017 16h01

Para avançar na Copa do Brasil, o Fluminense contará com uma dupla que pouco pôde atuar junto em 2017: Gustavo Scarpa e Richarlison. O meia e o atacante terão a missão de comandar o time de Abel Braga diante do Grêmio, no Maracanã, nesta quarta-feira às 19h30. Seja por convocação da Seleção Brasileira, seja por lesão, os dois só estiveram juntos por 150 minutos em 2017.

Exaltando a parceria que tem com Gustavo Scarpa - dentro e fora de campo -, Richarlison aguarda com ansiedade uma assistência do camisa 10 no jogo contra o Grêmio para balançar a rede pela primeira vez na Copa do Brasil.

- O Scarpa, desde o ano passado, tem entrosamento comigo. Sei o que ele faz dentro de campo. Isso ajuda. Ele é um grande parceiro meu. Com certeza ele vai me dar um passe a gol amanhã (quarta) - comentou o camisa 70 tricolor.

Richarlison foi o primeiro a desfalcar o Flu em 2017, já que estava a serviço da Seleção Brasileira Sub-20 até 15 de fevereiro na disputa do Sul-Americano. O atacante se destacou no torneio, apesar da campanha fraca do Brasil, e logo que retornou ao Rio de Janeiro viu o camisa 10 sofrer uma fissura no pé direito.

Assim, Richarlison assumiu o protagonismo do ataque ao lado de Wellington Silva e Henrique Dourado. Com esse trio, o Flu tornou-se um dos melhores ataques do ano, com 64 gols em 32 partidas, mas apenas o camisa 70 jogará contra o Grêmio. Os outros dois estão lesionados e desfalcam a equipe.

- A marcação já era difícil com eles no time. Agora, com a saída do Wellington e do Sornoza, ficará mais. Estou tranquilo, não dá para se abater. O time do Grêmio bate muito. Então, vamos com tudo amanhã (quarta) para reverter o placar - finalizou o atacante de 20 anos, em coletiva após o treino desta terça.

Richarlison e Gustavo Scarpa juntos em 2017

25 de fevereiro - Fluminense 0x0 Madureira (0')

Gustavo Scarpa se lesionou no primeiro tempo e foi substituído, no intervalo por Richarlison, que havia acabado de retornar da Seleção Brasileira Sub-20. A entrada de Douglas Lima no camisa 10 acabou afastando o jogador dos gramados por 79 dias.

14 de maio - Fluminense 3x2 Santos (0')

Os dois jogaram, mas não juntos. Richarlison deixou o campo aos 38' do segundo tempo. Já Scarpa entrou no lugar de Sornoza aos 40' da etapa final.

17 de maio - Grêmio 3x1 Fluminense (0')

Mais uma vez a dupla não pôde atuar junto. Scarpa entrou no lugar do próprio Richarlison aos 33 minutos do segundo tempo.

21 de maio - Atlético-MG 1x2 Fluminense (66')

Enfim, Richarlison e Scarpa atuaram juntos na temporada. Foram 66 minutos da dupla em campo, no Independência, até o camisa 10 ser substituído aos 21 minutos da etapa final.

27 de maio - Vasco 3x2 Fluminense (84')

Em São Januário, Scarpa e Richarlison foram novamente titulares. A dupla esteve em campo até os 39 minutos da etapa final, quando Scarpa foi sacado por Abel Braga.

Esporte