PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Vindo do banco, Keiller tem atuação destacada e comemora: ''Trabalhei para esse momento''

23/04/2017 19h35

Aos cinco minutos do primeiro tempo, Marcelo Lomba se machucou após cobrar um tiro de meta. No seu lugar entrou Keiller, terceiro goleiro do Internacional, que teve a dura missão de garantir que o sonho do heptacomeponato gaúcho continuasse vivo. Aos 25, Júlio César abriu o placar para o Caxias em uma cabeçada sem chances para Keiller. Depois do gol, o Grená seguiu melhor e o goleiro colorado seguiu trabalhando bem.

No segundo tempo, Keiller teve seu primeiro grande momento da carreira. Aos 20 minutos, Léo Ortiz cometeu pênalti e se o Caxias marcasse, ficaria muito perto da final. Na cobrança, Gilmar parou no goleiro do Inter, que garantiu a disputa por pênaltis. Nela, o jovem arqueiro pegou a cobrança de Marlon e classificou a equipe para a final. Após o jogo, Keiller afirmou que trabalhou muito para esse momento e revelou uma dica passada para ele antes da disputa por pênaltis:

- Nunca imaginei ter uma estreia dessas. É trabalho, um pouco de intuição. A gente fala muito no dia a dia. Na hora (dos pênaltis), passaram para eu ficar tranquilo, que eu tinha pegado um já, e para não dar o lado para bater. Trabalhei para esse momento. Vou trabalhar sete dias para essa final.

O Inter espera o vencedor do duelo entre Novo Hamburgo x Grêmio na final e pode conquistar pela segunda vez, o sétimo título consecutivo do Campeonato Gaúcho. A primeira partida será realizada no próximo domingo, no Beira-Rio, e a partida decisiva será realizada no dia 7 de maio.

Esporte