PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Acordo com Doria pode levar Santos mais vezes ao Pacaembu em 2017

João Dória foi eleito novo prefeito de São Paulo - DARIO OLIVEIRA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO
João Dória foi eleito novo prefeito de São Paulo Imagem: DARIO OLIVEIRA/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDO

19/11/2016 06h00

O prefeito eleito em São Paulo, João Doria, convocou o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, para uma reunião na última sexta-feira, na capital paulista. Um dos assuntos do encontro foi o Pacaembu.

A ideia da diretoria santista em 2017 é mandar mais jogos no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, mas o custo da locação acaba sendo um contrapeso para o Peixe na hora de pensar na renda da partida.

Por muitas vezes, o Comitê de Gestão santista deixou de tentar levar jogos para São Paulo nesta temporada, por achar que não arrecadaria o suficiente. Em 2016, o Alvinegro foi mandante em apenas cinco partidas no Pacaembu.

Com Doria, Modesto buscará um acordo que possibilite que o Santos suba a serra mais vezes, já que é cobrado constantemente por torcedores da capital.

No Brasileirão, o Peixe tem uma média de público de 11.558 pagantes, e é o 12º com maior frequência de torcedores, atrás de clubes como Sport, Vitória, Atlético-PR, gaúchos, mineiros e rivais paulistas.

O maior público do Santos neste ano foi no Pacaembu, no jogo contra o Santa Cruz, pela 26ª rodada do Brasileirão, em que 28.763 torcedores compareceram.

João Doria foi convidado de Modesto no amistoso entre Santos e Benfica, que marcou o centenário da Vila Belmiro, em outubro, pouco depois do candidato do PSDB ter sido eleito.

 

 

Esporte