PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Para reencontrar a vitória, Flu visita o Coritiba sem esperar vida fácil

23/10/2016 07h30

O Fluminense vai ao Couto Pereira neste domingo em busca dos três pontos, mas Levir Culpi & Cia. não esperam qualquer tipo de facilidade no duelo com o Coritiba, às 18h30, válido pela 32ª rodada do Brasileirão. Tanto para o técnico quanto para o elenco, a posição do rival na tabela, brigando contra o rebaixamento, não indica que o Flu terá uma missão fácil no Alto da Glória.

Apesar das três derrotas consecutivas, Levir Culpi tem insistido que a equipe vem tendo um bom rendimento em campo, o qual não está sendo acompanhado pelo resultado. Assim, o técnico não quer uma mudança de postura em relação aos últimos jogos, basta aproveitar as chances no duelo.

- O que deve mudar é o resultado. Quem que não corre no time? Tem alguém que não dê sangue? Isso não existe. Os jogadores se esforçam. Temos de respeitar o adversário. Não existe só o Flu. Perdemos três vezes. Para ter resultado, precisamos de atitude e aproveitar as chances - afirmou Levir..

Para Giovanni, é importante que o Fluminense entre em campo com a mesma entrega do que o adversário, que contará com o apoio da torcida coxa-branca. O lateral-esquerdo afirma que o elenco do Fluminense está tão motivado quanto o do Coritiba, que luta contra o rebaixamento.

- A gente não pode perder em vontade. Sei que há pressão enorme a quem luta contra a queda. Mas nós brigamos por vaga na Libertadores. Então, temos de igualar. As derrotas serviram de alerta para a gente não repetir os erros - disse o camisa 6.

Sem pistas nos treinos

?

A semana livre de jogos serviu para Levir Culpi treinar bastante a equipe tricolor, mas as atividades não indicaram qual equipe o treinador optará por colocar em campo. Ontem, nas Laranjeiras, Pierre participou do rachão e está à disposição do técnico. No entanto, como o camisa 5 teve problemas físicos nos últimos dias, Douglas pode herdar a vaga no meio-campo do Fluminense.

O lateral-esquerdo Giovanni será mantido no lugar do titular William Matheus, que não se recuperou de lesão muscular. No ataque, a tendência é de que Levir volte a escalar Scarpa, Wellington e Richarlison, apesar do rendimento ruim nas últimas rodadas: foram só três gols nos últimas três partidas.

A manutenção do trio de ataque também se dá pela falta de opção. Não há um jogador reserva pedindo passagem para entrar na equipe titular do Tricolor.

Esporte