PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Quarta melhor do Brasileirão, defesa do São Paulo tem teste de fogo

Sistema defensivo do São Paulo tem se destacado - Julia Chequer/Folhapress
Sistema defensivo do São Paulo tem se destacado Imagem: Julia Chequer/Folhapress

18/09/2016 09h05

Aos poucos, Ricardo Gomes vai dando mais ordem ao time do São Paulo. Com os ajustes do treinador em cinco rodadas do Campeonato Brasileiro, o saldo de gols voltou a ser positivo (dois, contra menos um na saída de Edgardo Bauza) e a defesa já está entre as quatro melhores.

São 25 tentos em 25 partidas, com média de um gol por jogo. A liderança no quesito na Série A está dividida entre Santos e justamente Atlético-PR, adversário às 16h deste domingo em Curitiba, com 23 gols sofridos cada. A terceira posição está nas mãos do Palmeiras, com 24, mas em 26 partidas.

O Corinthians era o quarto até o último sábado, quando perdeu por 2 a 0 para o rival alviverde no Dérbi paulistano disputado em Itaquera. Os gols de Moisés e Mina derrubaram o time de Parque São Jorge para a quinta posição.

Na temporada passada, quando o time era criticado por ser muito exposto com Juan Carlos Osorio, a marca foi de 1,04. Em 2016, o número piorou e está em 1,07, com 60 tentos sofridos em 57 partidas. Para melhorar a marca, Ricardo Gomes apostará neste domingo em Maicon e Rodrigo Caio como titulares. A dupla sofreu 20 gols em 20 jogos de parceria.

No banco, estarão o experiente Lugano, que completará 200 partidas pelo São Paulo se for utilizado, e Lyanco. O uruguaio ainda tem o Furacão como maior vítima pelo Tricolor, com três gols marcados - um em 2003 e dois em 2005. Já Lyanco estreou como profisisonal justamente contra os atleticanos na Arena da Baixada, em julho do ano passado.

 

 

Esporte