Reforços, patrocínios e auditoria: os planos de Augusto para volta por cima do Corinthians

O momento turbulento do Corinthians ganhou mais um capítulo na noite da última sexta-feira. Principal organizada do Timão, a Gaviões da Fiel protestou em frente ao Parque São Jorge, na zona leste da Capital paulista, e fez duras críticas ao presidente Augusto Melo.

O dirigente, por sua vez, não ficou calado. Já perto do fim do protesto, Augusto saiu de dentro das imediações do Parque São Jorge, foi conversar com a organizada corintiana e revelou seus futuros passos para levar o Alvinegro às glórias novamente.

Em pronunciamento dirigido à Gaviões da Fiel, Augusto Melo pediu paciência e afirmou que está realizando uma "revolução" dentro do clube.

"Nós estamos mudando tudo, vai ter uma revolução aqui dentro. Vai para rua quem tem que ir, chega. O Corinthians está sendo passado a limpo. E outra, todas as promessas estão sendo cumpridas. São só cinco meses, gente, precisa deixar a gente trabalhar. Procurem olhar o que já fizemos em cinco meses e o quanto nós estamos lutando pelo torcedor. Errei no começo em colocar algumas pessoas, mas já trocamos. Vida nova. Estou colocando profissionais de mercado que estão trazendo credibilidade. O que eu preciso é da ajuda de vocês. Vamos ajudar o Corinthians a sair disso. Dá um voto de confiança", declarou o dirigente.

A onda de protestos contra a gestão de Augusto Melo teve início com o Caso VaideBet, quando o jornalista Juca Kfouri revelou um esquema de laranja ligado ao intermediário que firmou o contrato entre a casa de apostas e o Corinthians. A patrocinadora máster, então, decidiu rescindir com o Timão.

Em meio à isso, três profissionais deixaram seus cargos no clube, como foi o caso de Yun Ki Lee, ex-diretor jurídico do clube; Rozallah Santoro, ex-diretor financeiro; e Fernando Alba, ex-diretor adjunto.

Após toda essa situação, o mandatário tem realizado trocas nos dirigentes corintianos. Vinicius Manfredi de Azevedo chegou para substituir Sérgio Moura e assumiu o cargo de superintendente de marketing, enquanto Leonardo Pantaleão foi contratado para ser o novo diretor jurídico do clube.

Auditoria, patrocínios e reforços

Durante o protesto, Augusto Melo também foi bastante cobrado sobre a auditoria realizada pela empresa Ernst & Young, que trará detalhes sobre a situação financeira do clube. Faixas como "Cadê a auditoria" e cantos de "P*** que o p****, a auditoria ninguém sabe ninguém sabe ninguém viu, sumiu!" preencheram a manifestação contra a diretoria.

Continua após a publicidade

O presidente corintiano revelou que o relatório da Ernst & Young estaria próximo de sair e também confirmou conversas com empresas para ocuparem o patrocínio máster do Timão, mas ressaltou que as coisas nem sempre acontecem tão rápido.

"Já está para sair a auditoria, fiquem tranquilos. O patrocínio também. Isso não é fácil. Já tivemos um patrocínio que foi para o compliance, mas houve uma ressalva e partimos para outra. Já temos mais dois, está tudo sendo analisado. Isso são milhões gente, precisa do jurídico. Não é do dia para a noite. Precisa levantar patrimônio, garantias", destacou o mandatário.

Por fim, Augusto Melo também prometeu trazer quatro reforços de peso nesta janela de transferências, que será aberta no dia 10 de julho. Com um elenco curto, o Corinthians vem sofrendo no Brasileirão: o time ocupa a 18ª colocação, com apenas sete pontos em dez jogos, e António Oliveira está pressionado no cargo.

"Nessa janela vem quatro jogadores para jogar, quatro jogadores titulares. Pode ter certeza. Nós começamos o ano sem credibilidade, não conseguíamos comprar jogadores parcelado. Hoje, já estamos comprando atletas parcelado. A janela agora dia 10, tem muitos jogadores que estão saindo, já estamos fazendo uma parceria para pagar em dois, três anos. Está todo mundo aceitando, já tem quatro propostas na mesa. Estamos trabalhando, pode confiar que vem quatro peças aí para fortalecer esse elenco", concluiu o presidente.

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes