Zubeldía cita posicionamento de Lucas como "fator surpresa" no Majestoso: "Provoca muito dano"

Na tarde do último domingo, o São Paulo ficou duas vezes à frente no placar, mas não conseguiu sair com a vitória de Itaquera. O Tricolor empatou em 2 a 2 com o Corinthians, na Neo Química Arena, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

E se muitos esperavam protagonismo dos artilheiros Yuri Alberto e Calleri, se decepcionaram. O verdadeiro destaque da partida foi Lucas Moura, que saiu com um gol anotado e participação direta no segundo gol do São Paulo.

Como no duelo contra o Internacional, na última quinta-feira, Lucas iniciou a partida caindo pelo lado direito. No entanto, no Majestoso, o camisa 7 teve muita liberdade para se movimentar e apareceu pelo meio, como um segundo atacante, diversas vezes. Foram em duas dessas jogadas, inclusive, que os gols são-paulinos saíram.

Assim, após a partida, o técnico Luis Zubeldía foi novamente questionado sobre o posicionamento de Lucas. O treinador afirmou que essa liberdade de movimentação que deu para Lucas foi um fator surpresa para o clássico, mas que nem sempre isso vai acontecer.

"Você viu onde Lucas jogou hoje? Ele fez movimentos pelo meio e também pela direita. Eu entendo o debate e está tudo bem. Cito que há outros jogadores que também são importantes e compartilham momentos de jogo. É importante que Lucas esteja jogando bem, e se ele está jogando bem, é porque há uma função dentro da equipe que faz com que ele possa ter seus momentos. O time é sempre mais importante, e Lucas tem a humildade de um grande. De entender que a equipe está acima de todos", apontou o argentino.

"É um fator surpresa quando ele aparece dos lados para o meio, e esse fator é utilizado em alguns momentos, nem sempre vai ser assim. Mas quando aparece assim, de surpresa, ele provoca muito dano. Já quando joga atrás do atacante, pode ser contido pelo rival. Mas quando fazemos isso como equipe, como fizemos hoje, creio que a coisa funciona bem", completou.

Zubeldía ainda exaltou Lucas e o restante da equipe após o confronto, valorizando a boa fase que todos na equipe vivem. Com o treinador no comando, já são 12 jogos de invencibilidade, com oito vitórias, quatro empates e 77,8% de aproveitamento.

"Estou contente pela equipe. Se Lucas está jogando bem, é porque a equipe está bem. O problema é que não saímos com o resultado por dois chutes e ficamos com a sensação de que poderíamos ter feito algo mais. Assim é o futebol", disse o comandante.

Com Lucas Moura à disposição, o São Paulo retorna aos gramados na próxima quarta-feira. O Tricolor encara o Cuiabá às 20h (de Brasília), no Morumbis, pela décima rodada da Série A. Neste momento, a equipe paulista ocupa a quinta colocação, com 15 pontos.

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes