Santos fecha parceria que promete potencializar performance e reabilitação dos atletas

O Santos fechou parceria com a KLD Biosistemas, pioneira na fabricação e desenvolvimento de equipamentos para a fisioterapia e estética. O acordo garantirá ao Peixe diversos equipamentos para reabilitação, desenvolvimento de alta performance e fortalecimento dos atletas.

A parceria irá contemplar as categorias profissionais masculina e feminina, além das equipes de base e futsal. O time recebeu mais de 75 equipamentos e acessórios de eletro e termoterapia, com a mais alta tecnologia do mercado, para fortalecer a equipe.

KLD Biosistemas é a nova parceira do Peixe! ??

O acordo garantirá diversos equipamentos para reabilitação, desenvolvimento de alta performance e fortalecimento dos atletas, contemplando as categorias profissionais masculina e feminina, além das equipes de base e futsal. pic.twitter.com/PoKunGbjKd

? Santos FC (@SantosFC) June 17, 2024

Coordenador do Núcleo de Saúde do clube, o Dr. Rodrigo Zogaib explicou como os equipamentos irão auxiliar atletas do Santos no processo de recuperação.

"Os equipamentos irão ampliar muito o nosso potencial no Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol (CEPRAF), com reabilitação e tratamento. A KLD está lançando aqui, o Avatar, o primeiro do Brasil, além de outros projetos que estamos juntos para o desenvolvimento de novas técnicas", disse o profissional.

"Essa parceria demonstra compromisso contínuo com a inovação e a excelência no cuidado com os atletas, fortalecendo ainda mais o legado no esporte e na saúde. O Santos já estava bem equipado e agora temos um upgrade. Isso, com certeza, nos ajudará a acelerar as recuperações. Estou muito contente com essa parceria", acrescentou o fisioterapeuta Luiz Alberto Rosan.

Continua após a publicidade

"A finalidade é integrar todo o departamento. Para a nossa equipe da fisiologia é importantíssimo ter equipamentos para colaborar com essa integração. Estamos prontos para fazer um trabalho mais específico no que precisarmos", concluiu o fisiologista Alexandre Galvão.

Deixe seu comentário

Só para assinantes