Dupla fica fora de jogo contra o Operário e vive futuro incerto no Santos

O meio-campista Cazares e o atacante Alfredo Morelos sequer viajaram com o elenco do Santos na última sexta-feira. A dupla, que vive futuro incerto, não foi relacionada para o jogo contra o Operário, em Ponta Grossa, pela Série B.

O equatoriano não faz mais parte dos planos da comissão técnica de Fábio Carille. Embora tenha recebido inúmeras oportunidades, o jogador não vem rendendo e pode ser negociado pelo clube na próxima janela.

Cazares chegou ao Peixe no início da temporada, com contrato curto, somente até o final deste ano. Ele participou de 14 partidas da equipe, sete como titular, e marcou apenas um gol.

Como revelou o presidente Marcelo Teixeira em entrevista recente, o Santos espera propostas de outras equipes pelo meia, que, de acordo com o dirigente, atraiu interesse de dois times: um da Série A e outro da Série B.

Já Morelos perdeu espaço com o retorno de Julio Furch, que se recuperou de lesão. O jogador chegou a ser titular do Peixe em determinado momento da temporada, mas não convenceu e também pode estar de saída.

O colombiano, que chegou ao Santos no ano passado, recebe um salário considerado alto e nunca foi unanimidade. O clube constantemente avalia se é melhor mantê-lo no elenco ou afastá-lo, fazendo com que o atacante conviva com a possibilidade de ser negociado.

Morelos vinha sendo utilizado em razão das ausências de Furch e Bigode, mas foi para o fim da fila com o retorno da dupla. A tendência é que ele só volte a ser aproveitado caso os dois concorrentes desfalquem a equipe.

O atacante estrangeiro chegou a diminuir seus vencimentos para permanecer no Santos após o rebaixamento à Série B. Em 2024, são quatro bolas na rede e uma assistência em 17 jogos, oito como titular. A diretoria espera por ofertas na próxima janela de transferências, que reabre em julho, e não irá se opor à venda do jogador.

Deixe seu comentário

Só para assinantes