Com Carlos Miguel de saída, Fabinho Soldado admite que Corinthians busca goleiros no mercado

Com a iminente saída de Carlos Miguel, o Corinthians se movimenta no mercado e mira a contratação de um goleiro já na próxima janela de transferências, que reabrirá em julho. A informação foi confirmada pelo executivo de futebol do clube, Fabinho Soldado.

O dirigente passou pela zona mista da Neo Química Arena após o empate com São Paulo, neste domingo, e confessou que o Timão procura goleiros no mercado.

Ele não admitiu a saída de Carlos Miguel, mas disse que o assunto está sendo tratado de maneira interna e que nesta semana a situação pode enfim chegar a um desfecho. Segundo apurou a Gazeta Esportiva, o jogador está acertado com o Nottingham Forest, da Inglaterra.

"O [Carlos] Miguel é um assunto notório, todos já sabem. Estamos tratando de forma interna. Estamos conversando com o atleta todo dia, tanto é que ele tem condições de jogo. Nos ajudou bastante nos últimos jogos. Esta semana vai ser importante para a gente analisar melhor tudo isso e resolver da melhor forma possível", disse Fabinho.

Recentemente, alguns nomes de arqueiros foram ventilados no Corinthians. Entre eles, Santos, do Fortaleza, e Hugo Souza, que pertence ao Flamengo e estava emprestado ao Chaves, de Portugal. Fabinho não confirmou nomes, mas revelou que o Corinthians já negocia com alguns goleiros.

"Fala-se de muitos nomes, a gente recebe diariamente. Temos alguns nomes mapeados, outros já estamos conversando. Espero o quanto antes trazer notícias e acertar essa posição de goleiro. Não temos ninguém contratado ainda, não posso falar em cima de especulação. Estamos analisando nomes, sim, conversamos com alguns outros. Assim que esse nome estiver contratado, vocês certamente saberão", afirmou o dirigente.

Embora busque goleiros e outros atletas para reforçar a equipe na próxima janela de transferências, o executivo de futebol não escondeu as dificuldades que o Timão tem atravessado no mercado. A Gazeta Esportiva, aliás, revelou que, internamente, há pessimismo pela chegada de novos jogadores em virtude da crise financeira vivida pelo clube.

"Está sendo bem difícil. A gente sabe que essa reconstrução é bem dura, estamos todos os dias enfrentando diversas situações. Enquanto eu estiver aqui, estarei muito entusiasmado para batalhar bastante. Entendo o tamanho da dificuldade, sim, mas entendo o tamanho do Corinthians, a força desse clube", concluiu.

Dentro de campo, o próximo jogo do Corinthians está marcado para quarta-feira, diante do Internacional. O embate acontecerá no Estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina, às 21h30 (de Brasília) e é válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro.

Deixe seu comentário

Só para assinantes