PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Presidente do São Paulo critica arbitragem após vitória: 'Nos prejudicou'

Julio Casares, presidente do São Paulo, durante entrevista coletiva - Reprodução/YouTube
Julio Casares, presidente do São Paulo, durante entrevista coletiva Imagem: Reprodução/YouTube

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

01/07/2022 00h47

Classificação e Jogos

O presidente do São Paulo, Julio Casares, não deixou a polêmica arbitragem de Christian Ferreyra passar batida após a vitória tricolor por 4 a 2 sobre a Universidad Católica, no Chile, pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana.

O São Paulo terminou o jogo com três atletas expulsos, Igor Vinícius, Rodrigo Nestor e Calleri, e o mandatário tricolor manifestou sua insatisfação com o modo que o juiz uruguaio conduziu o duelo entre brasileiros e chilenos.

"Quero enaltecer a luta da nossa equipe, que fez uma grande exibição e demonstrou um enorme espírito de luta, principalmente depois que a arbitragem perdeu o controle da partida e claramente nos prejudicou", disse Julio Casares.

O número de cartões recebidos pelo São Paulo ao longo do jogo foi maior que o de faltas cometidas. O Tricolor cometeu dez infrações, mas foi advertido com 11 cartões, oito amarelos e três vermelhos.

"O número de cartões recebidos foi maior do que o número de faltas cometidas pelo São Paulo. Arbitragens como essa atrapalham não só o São Paulo, mas o bom andamento da competição", completou Casares.

Apesar de ter terminado a partida com três homens a menos que o adversário, o São Paulo garantiu uma boa vantagem para a partida de volta, que acontece na próxima quinta-feira, no Morumbi, às 21h30 (de Brasília). O Tricolor pode perder por até 1 a 0 que ainda assim avançará às quartas de final da Sul-Americana.

São Paulo