PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Caso de suposto estupro cometido por Robson Bambu, do Corinthians, é arquivado

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

18/05/2022 14h22

O caso do suposto estupro cometido pelo zagueiro Robson Bambu, do Corinthians, foi arquivado nesta quarta-feira pela juíza Paloma Moreira de Assis Carvalho, do Tribunal de Justiça de São Paulo. A decisão é definitiva.

O pedido foi feito pelo Ministério Público, que, na figura do promotor Márcio Takeshi Nakata, afirmou não haver "indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados".

"Nos termos da manifestação do representante do Ministério Público, feitas as devidas anotações e comunicações, homologo o pedido de ARQUIVAMENTO destes autos de inquérito policial, sem prejuízo do reexame da matéria, nos termos do disposto no artigo 18 do Código de Processo Penal", diz a decisão, obtida pela Gazeta Esportiva. Procurado, o jogador não comentará a decisão no momento.

Robson Bambu foi um dos titulares no empate do Corinthians na noite da última terça-feira, em jogo disputado contra o Boca Juniors, na Bombonera, pela quinta rodada da Copa Libertadores. A equipe é a líder do grupo E, com oito pontos, seguida pelos próprios xeneizes, com sete.

Na manhã desta quarta, o Alvinegro treinou na Villa Olímpica, CT do Vélez Sarsfield, em Buenos Aires, o Corinthians iniciou a preparação para o clássico contra o São Paulo. O Majestoso está marcado para o próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), na Neo Química Arena, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Entenda o caso

Em fevereiro, ainda recém-contratado pelo Timão, Robson foi acusado de estupro de vulnerável por uma mulher de 25 anos. Na ocasião, o defensor, um amigo e duas mulheres teriam ido a uma casa noturna no Tatuapé, na Zona Leste da capital, e, depois disso, teriam se dirigido a um hotel na região.

A mulher que acusa o jogador disse que passou a noite com o amigo dele, em uma relação consensual, enquanto a amiga estava com o zagueiro. Ela, então, teria pegado no sono e, ao acordar, sido surpreendida com Robson Bambu "deitado sobre ela, nu, e que ele introduzia o dedo em sua vagina". O amigo com quem ela teve relações consensuais, chamado Pezinho, teria observado tudo.

Robson sempre negou as acusações, assim como seu amigo. O Corinthians também se pronunciou na época e afirmou que "não comentará o tema até que todos os fatos sejam esclarecidos mediante apuração". Pouco depois, o clube multou o zagueiro, mas pelo atraso em dois treinos. De lá para cá, Robson soma cinco jogos disputados com a camisa do Corinthians.

Futebol