PUBLICIDADE
Topo

Após temporada tímida, Sánchez espera retomar protagonismo no Santos

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

18/01/2022 07h00

O meio-campista Carlos Sánchez vem de temporada tímida no Santos e busca, em 2022, retomar seu protagonismo na equipe.

A liderança e a importância de Sánchez no vestiário santista é indiscutível. Mas, dentro de campo, o uruguaio de 37 anos perdeu espaço em 2021, especialmente na reta final.

O último jogo do meia como titular foi no final de outubro, na derrota por 2 a 0 contra o América-MG, na Vila Belmiro. De lá para cá, são oito partidas, todas vindo do banco. Em três ocasiões, o jogador foi relacionado mas nem saiu do banco de reservas.

O ano de 2021 foi complicado para Sánchez, entre outras coisas, pelo seu período lesionado. O atleta rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo em outubro de 2020 e foi ausência por oito meses.

Com Diniz, o uruguaio teve sequência e marcou cinco gols em 21 oportunidades. Seu último tento foi marcado contra o São Paulo, no Morumbi, no início de outubro.

Pensando em titularidade, a missão de Sánchez é árdua. Além de Gabriel Pirani, que terminou 2021 em alta, o clube contratou Bruno Oliveira e Ricardo Goulart.

O Santos segue de olho no mercado de transferências e não descarta a chegada de jogadores pontuais, visando fortalecer o elenco.

O contrato de Sánchez com o Santos é válido até julho de 2023.