PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Santos vê leque de opções ofensivas aumentar com Goulart; veja possibilidades

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

17/01/2022 06h00

Depois de uma temporada frustrante no ano passado, o Santos chega para 2022 reforçado. A principal contratação até o momento é a de Ricardo Goulart. Aos 30 anos, o meia-atacante chega para vestir a história camisa 10 do Peixe e tentar ajudar o time a encerrar um jejum de quase seis anos sem conquistar títulos.

E com o experiente jogador em campo, o técnico Fábio Carille ganhará um diverso leque de opções para montar o time santista. Isso porque o meia é um atleta versátil, que pode atuar tanto como armador quanto atacante.

Esquema 3-5-2

Carille encerrou a temporada escalando o Santos com três zagueiros. Caso isso se repita neste ano, Goulart deve ser o meio-campista mais avançado da linha de cinco. Dessa forma, ele terá um pouco mais de liberdade para criar jogadas e terá que se preocupar menos com a marcação.

Nesse esquema, ele seria o grande responsável por alimentar Marinho e Marcos Leonardo, que devem ser os dois atletas mais avançados. Em determinado momento, ele também pode cair pela esquerda e formar uma parceria com Lucas Braga ou Felipe Jonatan, alas habilidosos e que têm bom apoio ofensivo.

Na mesma formação, ainda é possível colocar Goulart na vaga do centroavante. Com ele e Marinho, o ataque santista seria bem móvel, abrindo espaço para o meia se infiltrar na área adversária.

Veja também

Conheça o canal da Gazeta Esportiva no YouTube

Esquema 4-3-3

Apesar de ter adotado os três zagueiros, Carille gosta de montar as suas equipes com uma linha de quatro defensores. Caso consiga implementar isso no Santos nesta temporada, ele terá duas opções diferentes para Ricardo Goulart.

A primeira é com ele sendo o meio-campista mais ofensivo. Coberto pelos outros dois meias, ele teria liberdade para trabalhar tanto com os pontas quanto com o centroavante. Nesse esquema, o Peixe pode ter até uma linha de quatro atacantes dependendo da circunstância da partida.

A segunda opção é utilizar Goulart como falso 9, dando mais qualidade para a construção das jogadas. Nessa ocasião, Pirani poderia ocupar a faixa mais ofensiva do meio de campo alvinegro. Ou seja, teriam mais jogadores habilidosos e menos finalizadores.

A tendência, porém, é que Carille siga com o 3-5-2, pelo menos neste começo de temporada. Isso porque ele não tem muitas opões para as laterais no elenco. Prováveis titulares, Madson e Felipe Jonatan são jogadores que costumam subir bastante ao ataque, deixando a defesa desprotegida.

O Santos estreia no Campeonato Paulista no dia 26, às 19 horas (de Brasília), contra a Inter de Limeira, fora de casa.

Futebol