PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Edu Dracena entende realidade do Santos, mas alerta: "Para ser protagonista, precisamos ter investimentos"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

27/10/2021 16h45

Edu Dracena aceitou sair do cargo de assessor especial do Palmeiras, clube finalista da Libertadores e com alto investimento, para assumir o comando do departamento de futebol do Santos, de pouco dinheiro e na luta contra a zona do rebaixamento.

Multicampeão pelo Peixe, Edu recebeu carta branca da diretoria e aceitou o desafio. Ele entende as limitações financeiras do Alvinegro, mas já pede investimentos.

"Temos que viver hoje a realidade do Santos, sem loucuras. Presidente deixou claro isso. Mas para ser protagonista, precisamos ter investimentos, profissionais que possam dar ao atleta todo e qualquer material de trabalho e condições. Para que entrem em campo e façam o que sabem. Espero contribuir para isso acontecer e vamos trabalhar. Nada resiste ao trabalho e confiança no trabalho. Com bom resultado, facilita mais para seguirmos", avaliou o dirigente.

Edu Dracena foi atleta do Santos entre 2009 e 2015, quando rescindiu o contrato a pedido do ex-presidente Modesto Roma e foi para o Corinthians. Ele disputou 230 partidas, com 17 gols marcados, e foi campeão seis vezes: três campeonatos paulistas (2010/2011/2012), um da Copa do Brasil (2010), um da Taça Libertadores da América (2011) e um da Recopa Sul-americana (2012).

O Santos ocupa o 17º lugar do Brasileirão, com 29 pontos, e pode sair o Z-4 se vencer ou empatar com o Fluminense nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, em jogo adiado da 23ª rodada. Dracena estará no estádio.

Futebol