PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Governo uruguaio libera 75% da capacidade do Centenário para final entre Palmeiras e Fla

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

25/10/2021 21h01

Nesta segunda-feira, dirigentes de Palmeiras e Flamengo se encontraram com e mediação da Conmebol para discutir questões operacionais da final da Libertadores. Durante a reunião, a entidade anunciou o aumento da ocupação do Estádio Centenário para 75% na grande decisão, após uma liberação do governo uruguaio.

Inicialmente, os torcedores de Palmeiras e Flamengo poderiam ocupar apenas 50% do estádio. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de relações exteriores do clube carioca, Luiz Eduardo Baptista, mais conhecido como Bap, em seu Twitter.

O presidente Maurício Galiotte foi o representante do Palmeiras no encontro organizado no Paraguai. Do lado do Flamengo, além de Bap, o mandatário Rodolfo Landim marcou presença. O presidente em exercício da CBF, Ednaldo Rodrigues, também compareceu à reunião.

Como o Centenário tem capacidade para aproximadamente 60 mil pessoas, a tendência é que cerca de 45 mil torcedores estejam presentes na grande decisão entre Verdão e Mengão.

O uso de máscaras nas imediações e nas dependências internas do estádio segue obrigatório. Todos acima de 12 anos devem apresentar o comprovante das duas doses ou da dose única da vacina, com no mínimo 14 dias transcorridos após a aplicação da segunda dose.

O processo de comercialização dos ingressos teve início na semana passada, com a etapa de registro. A venda efetiva das entradas terá início nesta terça-feira. Vale lembrar que o ingresso mais barato para a final custa 200 dólares (cerca de R$ 1.100).

Futebol