PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Danilo lembra quando quase abandonou a base do Palmeiras: "Falei que ia desistir"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

16/09/2021 21h33

Nesta quinta-feira, a Conmebol exibiu os dois primeiros episódios do documentário que retrata e humaniza alguns dos principais personagens que participaram da conquista da Libertadores pelo Palmeiras na temporada passada. Danilo foi o protagonista do capítulo inicial e relembrou um momento delicado que viveu no começo de sua trajetória no Verdão.

Em seus primeiros meses pelo clube, o meio-campista foi pouco utilizado em campo e estava desmotivado. Danilo pensou seriamente em abandonar o sonho de jogar pelo Palmeiras, e foi neste momento que entrou em cena Adenílson de Jesus Freitas, mais conhecido como Dego, professor do jogador em uma escolinha de futebol em Salvador.

"Eu fiquei três meses no sub-20, na transição do sub-17 para o sub-20. Eu só fiquei na academia, falei que ia desistir. Ele (Dego) me xingou de tudo, falou que ia me bater, me chutar. Eu decidi ficar", disse Danilo.

"Minha mãe também chorou quando falei que ia desistir, meu pai me xingou de tudo. Através deles, pude entender o propósito de Deus para mim. Passei pelas barreiras e, hoje, estou do lado da gloriosa, da eterna (taça da Libertadores)", completou.

Dego também participou do documentário e recordou do momento em que buscou passar segurança ao jovem Danilo.

"Sentou comigo e disse que queria parar de jogar bola. 'Rapaz, você está doido, não faça isso não. Seu pai sabe? Olha o todo o esforço que seu pai fez para que você chegasse até aqui, para você desistir e estar desmotivado. Quando uma porta se fecha, outra se abre'", afirmou o professor.

Danilo foi fundamental para a conquista da Libertadores. Na final contra o Santos, disputada no Maracanã, o volante iniciou a jogada do gol de Breno Lopes com um belo lançamento para Rony, que daria a assistência.

Desde que estreou pelo time profissional do Palmeiras, em setembro do ano passado, Danilo já disputou 71 partidas e marcou quatro gols.

Futebol