PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diniz avalia derrota do Santos para a Juazeirense e protege reservas: "Não vou avaliar por 45 minutos"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

05/08/2021 22h30

O técnico Fernando Diniz criticou o gramado e protegeu os reservas ao avaliar a derrota do Santos por 2 a 0 para a Juazeirense nesta quinta-feira, no Estádio Adauto Moraes, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

O Peixe levou dois gols no primeiro tempo e, com alguns titulares na etapa final (Jean Mota, Kaiky, Lucas Braga, Marcos Guilherme e Carlos Sánchez), o time freou a reação do Cancão e se classificou em função do 4 a 0 na Vila Belmiro.

"Time de fato jogou mal o primeiro tempo, abaixo obviamente do que esperávamos. Mas não é determinante na minha avaliação, não vou avaliar jogador algum por 45 minutos. Estavam treinando bem e tinham condição de jogar melhor. Na sequência, com outras oportunidades, jogarão melhor que esse primeiro tempo", disse Diniz.

"Difícil falar como time entrou. Time não entrou bem, não sei se foi dispersão ou concentração, não sei, mas sofremos muito mais do que deveríamos. No segundo tempo fomos mais equilibrados. Campo muito ruim, sem a mínima condição, dificulta para sair jogando, e muito vento, mas não é desculpa para os gols que sofremos e o primeiro tempo que fizemos. Não dá para falar que faltou vontade, mas alguma coisa faltou. Os que jogaram tiveram oportunidade pelo tanto que trabalham e trabalham bem. Será um aprendizado e confio que jogarão bem melhor que no primeiro tempo nas próximas oportunidades", completou.

O Santos volta a campo para enfrentar o Corinthians no domingo, às 16h, na Vila Belmiro, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O sorteio das quartas de final da Copa do Brasil ocorrerá nesta sexta.

Futebol