PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Richarlison descreve "frio na barriga" nos pênaltis e Bruno Guimarães exalta herói Santos

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

03/08/2021 14h33

A bola da Seleção Olímpica não entrou nos 120 minutos de partida contra o México nesta terça-feira, mas encontrou as redes do goleiro Ochoa nos pênaltis para garantir a classificação para final dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A atuação do Brasil foi de persistência e concentração ao longo da partida. A defesa de Santos logo na primeira cobrança de pênalti dos mexicanos serviu para dar ânimo para as demais. Responsável chance mais clara de gol durante o tempo regulamentar, Richarlison comentou a oportunidade e destacou o bom desempenho do time.

"Vi que cabeceei bem e até saí para comemorar, né? Mas não era para ser daquele jeito. Foi um pouquinho sofrido, nos pênaltis. Mas, desde que chegamos aqui, no primeiro dia no Japão, o professor nos colocou para bater pênaltis, sabendo que enfrentaríamos esse tipo de situação e hoje vocês puderam ver a confiança dos nossos jogadores para bater", lembrou.

Jogadores da Seleção durante as cobranças de pênaltis entre Brasil e México nas Olimpíadas de Tóquio. (Foto: Divulgação/Lucas Figueiredo)

Depois de começar a partida no banco de reservas, Martinelli foi o primeiro jogador chamado por André Jardine para entrar em campo e, com a classificação assegurada, exaltou a postura do elenco que disputa os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"É um grupo sensacional. Todos estão no mesmo barco. Está todo mundo preparado. Quando precisarem de nós, estaremos prontos para dar nosso melhor. A motivação é ser campeão para ganhar esse ouro. Não só pela gente, pela nossa família, pelo Brasil", finalizou Martinelli.

Destaque das penalidades, o goleiro Santos foi muito elogiado pelos jogadores da Seleção Brasileira. Bruno Guimarães tem uma amizade de anos com o goleiro, dentro e fora de campo. Após a partida, rasgou elogios ao ex-companheiro de Athletico-PR.

"O Santos é um fenômeno. Uma pessoa ímpar, um ser humano sensacional, uma pessoa da melhor qualidade, um goleiro extremamente frio. Dificilmente faz defesas difíceis, porque está sempre bem posicionado. Para mim, é um craque da posição. Estou muito feliz por ele, é um irmão para mim. Conseguimos conquistar diversos títulos no Athletico juntos, eu conheço a caminhada dele. É um cara que trabalhou muito e merece tudo isso", declarou Bruno.

Futebol