PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após protagonismo com Mancini, Mateus Vital cai de rendimento e perde espaço com Sylvinho

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

03/08/2021 07h00

O meia Mateus Vital iniciou como reserva as últimas duas partidas do Corinthians. Após iniciar 2021 como titular incontestável, com bons números, o jogador viu seu desempenho cair desde a chegada do técnico Sylvinho.

Com Vagner Mancini no comando do Corinthians, Vital participou de 27 jogos, com seis gols e duas assistências. O jogador chegou a ser o líder de participações em gol do time no início do Campeonato Paulista, até passar por uma artroscopia no joelho direito e ficar parado por cerca de um mês e meio.

No intervalo entre a saída de Mancini e a chegada de Sylvinho, o jovem ex-Vasco ainda anotou dois gols e deu uma assistência no comando de Fernando Lázaro, em dois jogos.

Desde a chegada de Sylvinho, no entanto, os números de Vital despencaram. Em 15 jogos, o jogador não tem nenhum gol e nenhuma assistência. Recentemente, o jogador chegou a perder sua posição para Adson, cria das categorias de base do clube.

Com Sylvinho, Vital se posiciona como ponta, tendo a função de ir a linha de fundo e enfrentar os defensores com a jogada individual. Antes, o atleta de 23 anos tinha mais liberdade para flutuar dentro de campo, se movimentando e participando da armação de jogadas.

Com ou sem Vital, o Corinthians volta a campo no próximo domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. O Timão vem de derrota por 3 a 1 para o Flamengo e se encontra na 11ª colocação do Brasileirão, com 17 pontos.

Futebol