PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Zé Roberto analisa russas, próximas adversárias do Brasil em Tóquio

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

02/08/2021 13h05

Nesta segunda-feira, ao bater o Quênia por 3 sets a 0, o Brasil garantiu a primeira colocação do grupo A do vôlei feminino das Olimpíadas de Tóquio. O próximo adversário das brasileiras será o Comitê Olímpico Russo, que passou em quarto lugar do grupo B.

O técnico do Brasil, José Roberto Guimarães, analisou as russas e afirmou esperar um confronto difícil.

"Sabemos a qualidades do time russo. A Goncharova melhorou da VNL (Liga das Nações) pra cá. Voronkova também está fazendo uma Olimpíada esplendorosa, na melhor forma dela. Startseva também vêm fazendo boas partidas, distribuindo bem o jogo. As centrais Fetisova e Koroleva, que tem um bom bloqueio no centro, é outra jogadora que pega muito alto e que tem sacado bem", disse ao Sportv.

"O time da Rússia, na realidade, tem feito boas partidas. O jogo estava praticamente perdido contra a China, que botaram 20/15, entrou Smirnova, número 25, sacando viagem, fizeram seis pontos consecutivos, conseguiram virar o quarto set e ganharam o tie-break. Então é um time perigoso", acrescentou.

O treinador citou os principais pontos que o Brasil deve se preocupar para a partida.

"Temos que ter um cuidado muito grande principalmente no saque, na agressividade desse fundamento, nosso bloqueio vai ter que trabalhar muito bem, porque elas estão atacando as bolas de extremidades de uma forma muito intensa e com muita agressividade", concluiu.

O confronto entre Brasil e o Comitê Olímpico Russo será o último das quartas de final a acontecer. O jogo ocorre nesta quarta-feira, às 9h30 (de Brasília).

Futebol