PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-zagueiro Chicão fala em "massacre" após derrota do Corinthians para o Flamengo e pede tempo ao Sylvinho

Ex-zagueiro Chicão disse que Flamengo "tirou o pé" em vitória sobre o Corinthians - Leonardo Soares/UOL
Ex-zagueiro Chicão disse que Flamengo "tirou o pé" em vitória sobre o Corinthians Imagem: Leonardo Soares/UOL

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

02/08/2021 13h47

Classificação e Jogos

O ex-zagueiro Chicão, ídolo do Corinthians, falou sobre a derrota por 3 a 1 para o Flamengo, neste último domingo (1). Segundo ele, a partida foi um "massacre" por parte da equipe carioca, que teve que "tirar o pé" para o placar não ficar maior.

"Difícil até comentar. No segundo tempo o Flamengo tirou o pé, na primeira etapa foi um massacre, é nítida a diferença de qualidade técnica. Infelizmente o Corinthians tomou três gols dentro de casa", comentou Chicão, dando sua visão geral da partida no programa 'Terceiro Tempo'.

O ex-zagueiro comentou as falhas da defesa corintiana, principalmente no segundo gol do Flamengo, que nasceu de uma cobrança de escanteio. Para Chicão, a falha no lance foi de Gil, que não acompanhou o defensor da equipe carioca.

"Ele para no lance e o Gustavo Henrique continua. Sei que a bola parada é muito trabalhada no Corinthians, o Fagner não teve culpa nenhuma, até porque ele estava posicionado e o Gustavo quando vem correndo atropela. Realmente foi um escanteio muito bem batido, mas tem o detalhe do Gil parar na jogada", opinou.

Ao falar sobre o desempenho do técnico Sylvinho, Chicão citou erros do técnico, mas ponderou que o treinador era apenas o "plano D" da diretoria do Corinthians, por isso precisa de tempo para trabalhar. "Tem que dar tempo, vale ressaltar que o Sylvinho não era o plano A do Corinthians, nem o plano B. Não sei se vocês sabem, mas o Sylvinho foi quase um plano D, teve um plano C. Esse plano C pediu um salário muito alto, que não dava pra pagar, e o Sylvinho foi o D. Tem que ter paciência, ele conhece o elenco, precisa evoluir muito. Tem substituições que eu não concordo, mas tem que dar tempo", finalizou ele.

Chicão acredita que as novas contratações de Renato Augusto e Giuliano podem dar um fôlego a mais ao time. O Corinthians se encontra na 11ª posição do Brasileirão, com 17 pontos. O próximo jogo do Timão será o clássico contra o Santos, no domingo (8), na Vila Belmiro.

Futebol