PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ocon se aproveita de acidente na largada e vence GP da Hungria

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

01/08/2021 12h14

Neste domingo, um grave acidente, que tirou cinco pilotos da corrida, marcou o Grande Prêmio da Hungria da Fórmula 1. Quem se aproveitou da situação foi Esteban Ocon, da Alpine, que venceu a prova.

Vettel, da Aston Martin, ficou com a segunda colocação, seguido por Lewis Hamilton, da Mercedes.

O inglês e Fernando Alonso travaram um belo duelo pela quarta posição. Hamilton levou a melhor e o espanhol amargou a quinta posição. Contudo, o piloto da Mercedes não se contentou e também ultrapassou Sainz, da Ferrari.

A corrida não foi boa para Verstappen. O holandês ficou em décimo e perdeu a liderança do campeonato para Hamilton.

Logo na largada, Valtteri Bottas foi ultrapassado por Verstappen, Pérez, Gasly e Norris. Na primeira curva, o piloto da Mercedes atingiu o britânico que, consequentemente, acertou o holandes. No mesmo acidente, Bottas ainda bateu no mexicano Pérez.

Também na primeira curva, Stroll tocou em Leclerc, que se chocou com Ricciardo, fazendo com que os três carros rodassem.

Os organizadores levantaram a bandeira amarela e, na volta seguinte, deram a vermelha, suspendendo a prova por cerca de 20 minutos.

Bottas, Pérez, Norris, Leclerc e Stroll tiveram que abandonar a prova.

Na retomada da corrida, todos os carros foram aos boxes para realizar a troca dos pneus, com exceção de Hamilton, que relargou sozinho e parou na volta seguinte para efetuar as mudanças. Por ter adiado a troca, o inglês voltou na última colocação.

Na saída dos carros dos boxes, Raikkonen tocou na roda de Mazepin, tirando o piloto da Haas da corrida. Como punição, Raikkonen levou uma penalidade de dez segundos.

O próximo evento da Fórmula 1 será na Bélgica. A corrida está marcada para o dia 29 de agosto, num domingo.

Futebol