PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Thiago Braz avança no salto com vara e Iza Silva no lançamento de disco em Tóquio

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

31/07/2021 00h01

O Brasil terá dois representantes em finais de atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Em classificatórias disputadas na noite desta sexta-feira, Thiago Braz avançou no salto com vara e Izabela Silva conseguiu vaga na final do arremesso de disco feminino.

Thiago Braz conseguiu avançar após passar em sua segunda tentativa nos 2.75 metros. Na mesma prova e com a mesma altura, Augusto Dutra não teve a mesma sorte e ficou pelo caminho após errar suas três tentativas.

No lançamento de disco, Izabela Silva conseguiu classificação para a decisão após terminar a prova no 12° lugar na classificação geral da categoria, justamente a posição que precisava para avançar.

"Eu me senti tranquila e consegui fazer o que queria. Ir para a final é muito impactante, é o maior presente que eu poderia receber, porque dia 2 é o meu aniversário, data da final. Estou muito feliz. Vim para os Jogos Olímpicos pensando só em fazer a minha marca, sem nem pensar em final", afirmou Izabela.

"Nesse período, tive muitas lesões, desânimo e vontade de parar de treinar. Fiz cirurgia de apendicite em 2015 e ali foi difícil para recuperar. Foi difícil recuperar o ânimo para poder lançar, pegar o corpo que eu queria. Estava meio que satisfeita de só ficar no brasil lançando. Mas, quando descobri que o Japão sediaria os Jogos, dei a vida pra estar aqui. É o meu país favorito desde que eu era pequena, sempre foi um sonho vir para cá. Gosto de tudo daqui: pessoas, comida e cultura", completou.

Na mesma modalidade, Fernanda Martins foi a décima colocada em seu grupo com marca de 57.90 metros e não avançou. A croata Sandra Perkovi? foi a primeira com 63.75. Andressa Morais também foi desclassificada, com marca de 58.90.

Nos 400 m com barreiras feminino, Chayenne Silva disputou a segunda bateria da modalidade. A atleta não conseguiu bom desempenho, terminando na última colocação com marca de 57.55 segundos. Anna Ryzhykova, ucraniana, foi a vencedora com 54.56.

Nos 800 m rasos masculino, o Brasil também não teve bom desempenho. Thiago André foi o representante brasileiro e terminou também na última colocação. Sua marca foi de 1.47 minutos. Nijel Amos, de Botsuana, foi o primeiro colocado da bateria com 1.45.

"Foi uma série bem forte, além do que eu esperava. Acho que foi a série mais forte (1:45.04). Fizemos a avaliação do penúltimo Mundial e dos Jogos Olímpicos, que havia sido bem tranquilo. Mas dessa vez estava todo mundo com sangue nos olhos para correr, inclusive eu, mas hoje o mérito foi deles", comentou Thiago após a prova.

Ketlen Batista, dos 100 m rasos feminino, foi mais uma a terminar na última posição de sua prova. Com tempo de 13.40 segundos, a brasileira ficou para trás. A vencedora da prova foi a jamaicana Jam Anderson, com 12.67.

Futebol