PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Raquel Kochhann lamenta falta de entrosamento do Brasil: "Estamos com uma proposta diferente"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/07/2021 22h49

Nesta quarta-feira, o Brasil estreou no rúgbi feminino de 7 com derrota. A Seleção perdeu por 33 a 0 para o Canadá, em partida válida pelo grupo B dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Logo após o jogo, Raquel Kochhann lamentou o revés e a falta de entrosamento da equipe brasileira.

"A gente conseguiu no início do jogo impor o nosso ritmo, mas depois a gente acabou perdendo um pouco o controle, deixando as canadenses dominarem. Estamos com uma proposta diferente e queremos aplicar. Ela não está 100% ainda e a gente precisa ter mais jogos internacionais, jogos contra os grandes times para a gente afinar e ficar 100%", disse.

A jogadora brasileira ainda alertou para a falta de ritmo das atletas devido a pandemia da covid-19, que afetou o calendário de competições.

"É uma grande satisfação que o rugby tenha voltado para o programa dos Jogos Olímpicos desde o Rio 2016, felizmente eu pude fazer parte da nossa estreia. Era tudo novo, o nosso grupo tinha pouca experiência internacional. Nesse ciclo a pandemia atrapalhou um pouco esse processo, estávamos disputando circuito mundial, tendo uma grande evolução, mas um ano parado afetou não só a gente, mas todo mundo. É um prazer muito grande poder estar aqui em Tóquio 2020, em campo de novo, com o time junto. Apesar do nosso primeiro resultado, agora é focar no próximo jogo, porque temos muita coisa a melhorar", finalizou.

A Seleção feminina volta a campo na próxima quinta-feira, às 05h (de Brasília), quando enfrenta a França. O Brasil completa o grupo B contra Fiji, também na quinta, às 21h.

Futebol