PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Benítez explica abraço em Crespo ao marcar gol no Morumbi: "É um agradecimento"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

23/06/2021 22h17

Martín Benítez correu direto para o banco de reservas do São Paulo ao abrir o placar para sua equipe, nesta quarta-feira, contra o Cuiabá, no Morumbi. Voltando a ser titular após se recuperar de um estiramento na coxa esquerda, o meia argentino explicou o gesto em entrevista coletiva após o empate em 2 a 2 com o rival mato-grossense.

"Foi um abraço como muitos companheiros fizeram quando estávamos jogando o Paulista. Isso é um agradecimento pelo esforço que ele fez para que eu estivesse aqui. Foi meu primeiro gol no Morumbi, no Brasileirão. Foi um agradecimento a ele porque ele fez muita força para que eu estivesse aqui", disse Benítez.

Esse foi o primeiro gol de Benítez no estádio do Morumbi. O meia argentino vem sendo um dos principais destaques do elenco e em pouco tempo se consolidou como um titular incontestável do São Paulo. Nesta quarta-feira, ele deu mais uma amostra de sua genialidade ao fazer o corta-luz e já se projetar para receber o passe de Rigoni, sair cara a cara com o goleiro e estufar as redes.

"Primeiro de tudo, estava querendo muito poder fazer um gol no Morumbi. Graças a Deus, aconteceu, era um sonho pendente. O grupo está fechado, perdendo ou ganhando, sempre esteve", comentou Benítez.

O meio-campista tricolor também fez questão de dividir a culpa pelo mau momento pelo qual o São Paulo atravessa na atual temporada. Em seis rodadas do Brasileirão, o time perdeu três e empatou as outras três, figurando na zona de rebaixamento.

"Ele [Crespo] é responsável, mas nós também somos responsáveis, porque somos nós que entramos no campo. O São Paulo não é só jogador e corpo técnico, são todos juntos. Sempre estivemos fechados", concluiu.

Futebol