PUBLICIDADE
Topo

Futebol

São Paulo terá de retornar ao Paraguai para tomar 2ª dose da vacina

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

18/06/2021 08h00

O São Paulo desembarcou em Assunção, no Paraguai, nesta quinta-feira para que todo o elenco fosse vacinado contra a covid-19. Já de volta à capital paulista, o técnico Hernán Crespo e seus jogadores terão de retornar ao país vizinho para receberem a segunda dose em 21 dias.

A Conmebol adquiriu 50 mil doses da Coronovac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac, com a intenção de vacinar todas as equipes que disputam as competições organizadas pela entidade. Após as seleções terem sido imunizadas, os times que estão participando das atuais edições da Copa Libertadores e Sul-Americana também foram incluídos no programa.

A tendência é que todos os clubes de futebol masculino e feminino que disputam a Primeira Divisão dos países filiados à Conmebol sejam imunizados ainda neste ano. Desta forma, a realização de campeonatos de futebol deixaria de ser um problema em meio à pandemia.

Por se tratar de um tema polêmico, que envolve debates sobre ética, entre outras coisas, o São Paulo foi discreto ao divulgar a vacinação do elenco em suas redes sociais. O clube se limitou a uma pequena sequência de fotos do técnico Hernán Crespo e de alguns atletas recebendo a imunização.

Quando houve o anúncio de que a Conmebol havia adquirido 50 mil doses da Coronavac para vacinar clubes e seleções, muitas pessoas se manifestaram contra a medida adotada pela entidade que comanda o futebol sul-americano, acreditando que, em um momento crítico como o atual, a população deveria vir à frente dos jogadores e treinadores.

Futebol