PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Dracena acha difícil antecipar vinda de Dudu e fala sobre emprestados Borja e Deyverson

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

17/05/2021 21h34

O torcedor do Palmeiras terá que esperar até o começo de julho para ver o atacante Dudu vestindo a camisa alviverde. Nesta segunda-feira, o assessor técnico Edu Dracena afirmou que o retorno antecipado do antigo camisa 7 é muito improvável, principalmente devido a questões financeiras.

"A situação é bem difícil. Até porque ele tem contrato com o clube. Isso teria que ter uma anuência do clube, com relação ao atleta e ao contrato de empréstimo, pelo tempo. Então, alguém teria que abrir mão dessa multa, desta cláusula, e eu acredito que nenhum clube vai querer abrir. E eu acho que a nossa visão e perspectiva é de que ele esteja em julho pronto pra nos ajudar", disse em entrevista à Rádio Bandeirantes.

O contrato de empréstimo do Dudu com o Al Duhail vai até o dia 30 de junho, e o jogador ainda tem uma multa de 2,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 13 milhões) a receber por não ter sido comprado.

O ex-zagueiro também aproveitou para comentar sobre as situações de Borja e Deyverson, dois atacantes que estão com a vida indefinida no Palmeiras. O colombiano está emprestado ao Junior Barranquilla, da Colômbia, enquanto o brasileiro está cedido ao Alavés, da Espanha. A princípio, ambos retornam ao alviverde em junho.

"Os dois são ativos do clube, tem contrato com o clube. Se não houver nenhuma possibilidade deles permanecerem onde estão ou até mesmo ir para um outro clube, eles retornam normalmente ao Palmeiras. Vão estar à disposição do Abel, treinando e sendo utilizados da forma que o Abel achar melhor", analisou.

Borja tem contrato com o Verdão até o final de 2022. Já o vínculo de Deyverson é válido até o meio do ano que vem.

Futebol