PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Fluminense e Flamengo empatam no primeiro jogo da final do Carioca

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

15/05/2021 23h03

O Fluminense deu o bote no segundo tempo e arrancou empate com o Flamengo, neste sábado, no Maracanã: 1 a 1, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Carioca. O Rubro-Negro dominou a maior parte do Fla-Flu, mas sofreu pelo alto mais uma vez e foi castigado. Os rivais voltam a se encontrar no próximo sábado. Quem vencer conquista o título. Uma nova igualdade levará a decisão para os pênaltis.

Antes do jogo decisivo, a dupla tem compromissos pela Libertadores. Na terça-feira, o Fluminense recebe o Junior Barranquilla, no Maracanã, às 21h30. O Flamengo entra em campo na quarta-feira, às 21h, para encarar a LDU, no Maraca.

Sem torcida no estádio - apenas cerca de 150 convidados -, a provocação foi nos mosaicos. Os torcedores do Fluminense reproduziram a imagem do casal 20, Washintgon e Assis, carrascos do Fla, e também "Ame Rio", que estampou a camisa no título carioca de 1995, aquele do gol de barriga de Renato Gaúcho sobre o Flamengo. A resposta rubro-negra foi empilhar as taças conquistadas, com os dizeres: "Quem espera nem sempre alcança", uma alfinetada no hino do adversário.

Roger Machado e Rogério Ceni escalaram os principais jogadores à disposição. O Flamengo teve o retorno de Rodrigo Caio e Gerson, sendo Diego Alves o único titular que desfalcou o time.

Flamengo domina o primeiro tempo

O Rubro-Negro logo tomou a iniciativa e passou a dominar o clássico. Aos oito minutos, Arrascaeta cobrou falta para área, Rodrigo Caio ganhou pelo alto e serviu Bruno Henrique, que emendou por cima. O Fluminense não conseguia jogar e ainda se complicou. Egídio errou passe. O Fla acelerou. Éverton Ribeiro ganhou dividida e tocou para Gerson. Egídio acertou o meia dentro da área. O árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus marcou fora, mas o VAR avisou que foi pênalti. Gabigol, aos 17 minutos, deslocou Marcos Felipe e fez 1 a 0. O atacante chegou à marca de 50 gols no Maracanã, sendo 47 pelo Fla e três pelo Santos.

O Fluminense quase empatou dois minutos depois. Nenê cobrou falta, Nino ganhou pelo alto e deixou Kayky cara a cara com Gabriel Batista, mas o jovem talento tricolor chutou para fora. A resposta do Fla foi em avanço de Gerson. Acionado por Gabigol, ele cruzou para Arrascaeta, que foi travado. A bola sobrou para Bruno Henrique, que chegou a driblar Marcos Felipe, mas Kayky cortou e mandou para fora.

O Flamengo controlova o jogo e quase aproveitou outra falha tricolor para ampliar. Luccas Claro perdeu a bola, Arrascaeta avançou e chutou da entrada da área, com perigo, para fora. Depois, em contra-ataque, o uruguaio encheu o pé, mas viu Marcos Felipe espalmar. O Flu escapou de levar o segundo. Bruno Henrique deixou Gabigol livre, mas o atacante, de direita, chutou para fora.

O Fluminense finalmente conseguiu explorar a velocidade e levou perigo com a bola rolando. Kayky acionou Calegari. O cruzamento encontrou Fred, mas ele furou, mas Nenê ficou com rebote, acuado por Gabriel Batista. O meia, de calcanhar, achou Gabriel Teixeira, mas a zaga rubro-negra cortou. O Flu trocou apenas 76 passes e teve 33% de posse de bola no primeiro tempo

Fluminense dá o bote na etapa final

Roger Machado mudou logo no intervalo. Ele colocou Cazares no lugar de Nenê. A etapa final começou agitada. Isla cruzou para Arrascaeta, que cabeceou para o chão, mas viu Marcos Felipe salvar. A resposta tricolor foi com Calegari. Ele ganhou de Filipe Luís e chutou. Gabriel Batista quase se complicou. A bola bateu no travessão antes de sair.

O Flamengo desperdiçou outra chance. Arrascaeta cruzou na medida para Bruno Henrique, que não pegou como gostaria e acabou recuando para Marcos Felipe. O ritmo do jogo caiu. Rogério Ceni fez duas mudanças. Ele colocou Matheuzinho e João Gomes. Saíram Isla e Diego. Roger respondeu com três mudanças: Luiz Henrique, Abel Hernández e Caio Paulista. Deixaram o campo Gabriel Teixeira, Kayky e Fred.

Ceni fez mais duas mudanças na sequência. Ele lançou Vitinho e Pedro. Bruno Henrique e Éverton Ribeiro foram sacados. As substituições de Roger Machado surtiram efeito. Após cruzamento de Egídio, Luiz Henrique ganhou pelo alto e ajeitou para Abel Hernández empatar, aos 31 minutos.

A chance da virada caiu nos pés de Luiz Henrique. O jovem ficou cara a cara com Gabriel Batista, mas ele chutou para fora. O jogo ganhou em emoção. Vitinho, da entrada da área, chutou com força, para fora. O empate persistiu.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 X 1 FLAMENGO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro

Data: 15/05/2021 (sábado)

Horário: 21h05 (de Brasília)

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus

Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Michael Correia

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga

Cartão amarelo: Yago Felipe, Gabriel Teixeira, Fred, Calegari e Luiz Henrique (Fluminense) e Gabigol, Isla, Diego e Rodrigo Caio (Flamengo)

Gols:

Fluminense: Abel Hernández, aos 31? do 2ºT

Flamengo: Gabigol, aos 17? do 1ºT

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Nino e Egídio; Martinelli, Yago Felipe e Nenê (Cazares); Gabriel Teixeira (Luiz Henrique), Kayky (Caio Paulista) e Fred (Abel Hernández).

Técnico: Roger Machado.

FLAMENGO: Gabriel Batista; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson, Arrascaeta e Éverton Ribeiro (Pedro); Bruno Henrique (Vitinho) e Gabigol.

Técnico: Rogério Ceni.

Futebol