PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos encerra abril com cinco derrotas e indefinições sobre o futuro

Marinho, do Santos, antes da partida contra o Boca Juniors, pela fase de grupos da Libertadores - Ivan Storti/Santos FC
Marinho, do Santos, antes da partida contra o Boca Juniors, pela fase de grupos da Libertadores Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

30/04/2021 06h00

Classificação e Jogos

O mês de abril, que se encerra nesta sexta-feira, foi intenso na Vila Belmiro. O Santos acumulou uma sequência de resultados negativos, perdeu um de seus principais jogadores, o Soteldo, e teve troca no comando técnico.

Em seu primeiro desafio do mês, o time da Vila Belmiro deu indícios de que estava em evolução, ao bater o San Lorenzo na Argentina por 3 a 1, na etapa preliminar da Copa Libertadores.

No entanto, a sequência de abril foi mais delicada para o Santos. No total, a equipe disputou nove jogos no período, somando cinco derrotas, duas vitórias e dois empates.

No último jogo, o revés contra Boca Juniors, o Santos já teve o interino Marcelo Fernandes na beira do gramado. O técnico Ariel Holan pediu demissão após uma sequência de protestos de uma parcela da torcida, incluindo na frente de sua residência.

Com os episódios que ocorreram em abril, o Santos inicia o mês de maio repleto de indefinições. O clube mantém cautela para escolher o próximo treinador e ainda não deu indícios de quem é o favorito. Enquanto isso, a equipe tenta se reerguer nas competições que disputa.

Tanto no Paulistão quanto na Libertadores, o Santos corre riscos de eliminação. No estadual, o time é terceiro colocado do Grupo D com nove pontos. No continental, a posição é a mesma, mas sem somar nenhum ponto.

Santos