PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Impedido de deixar hotel para treinar, São Paulo vive situação que deve se repetir com Palmeiras

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

19/04/2021 21h39

Em seus primeiros compromissos pela edição de 2021 da Copa Libertadores, marcados para Lima, São Paulo e Palmeiras nesta semana enfrentam Sporting Cristal e Universitario, respectivamente. Impedido de deixar o hotel para treinar na tarde desta terça-feira, o time tricolor viveu situação que deve se repetir com a equipe alviverde no Peru.

Na véspera da partida contra o Sporting Cristal, o São Paulo pretendia trabalhar nas instalações do centro de treinamento da seleção peruana. No entanto, por conta das restrições sanitárias locais diante da pandemia de covid-19 no Brasil, teve que ficar no hotel.

Na quarta-feira da semana passada, a Federação Peruana de Futebol conseguiu aval do Instituto Peruano do Esporte para que seus afiliados possam jogar como mandantes normalmente contra adversários brasileiros na Copa Libertadores. A autorização, no entanto, versa apenas sobre as partidas, sem citar os treinamentos.

O Palmeiras realizou movimentação na Academia de Futebol durante a manhã desta segunda-feira e viajou para o Peru durante a tarde. A princípio, o elenco pretendia trabalhar no centro de treinamento da seleção peruana na terça, mas deve enfrentar as mesmas restrições do São Paulo em Lima.

O confronto entre Palmeiras e Universitario está marcado para as 21 horas (de Brasília) desta quarta, no Estádio Monumental. O time alviverde deve jogar com Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gomez e Victor Luis; Felipe Melo (Danilo), Patrick de Paula e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Luiz Adriano.

O lateral esquerdo Matias Viña, expulso na decisão da Recopa Sul-Americana, é desfalque certo para o técnico Abel Ferreira no Peru. Lesionados, o meia Lucas Lima e os atacantes Breno Lopes e Gabriel Veron também ficarão fora contra o Universitario.

Futebol