PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Crespo se diz satisfeito com equipe e fala sobre gols sofridos: "Precisamos de tempo"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

15/04/2021 00h55

O técnico Hernán Crespo deixou o Morumbi bastante satisfeito na noite desta quarta-feira após a vitória por 3 a 2 sobre o Guarani, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Colocando em campo um time completamente reserva, recheado de jovens revelados nas categorias de base, o treinador argentino assistiu seus atletas sofrerem dois gols que poderiam ter sido evitáveis caso, de acordo com ele, houvesse mais tempo para trabalhar.

"Todos os gols são evitáveis. Precisamos de tempo, eu não tenho tempo. É muito difícil quando sofremos neste caso, é difícil treinar quando não há tempo, de verificar muitas coisas. É normal que em algumas coisas você coloca mais foco que em outras. Evidentemente pagamos caro por isso, mas é normal", disse Crespo.

Embora tenha admitido algumas deficiências defensivas, o técnico são-paulino preferiu se atentar ao fato de que o atual elenco vem treinando e competindo há pouco tempo sob seu comando, o que faz com que seja preciso de mais repetição antes de atingir o nível que todo torcedor deseja.

"No segundo gol creio que é uma situação que estávamos um pouco cansados, o Welington estava sofrendo um problema na perna esquerda. O rival também joga. Não é fácil jogar. Por isso, estou muito contente com a reação. Para um time praticamente novo, primeira vez que jogamos juntos um jogo oficial, a reação à situação difícil de começar o jogo perdendo por 1 a 0, a reação que tivemos foi muito importante, não somente em relação ao jogo, mas também em relação ao caráter", completou.

Não foi fácil, mas os reservas do São Paulo cumpriram bem a missão de vencer o Guarani e se tornaram mais uma dor de cabeça para Hernán Crespo nos próximos jogos.

"Foi um jogo muito importante para a gente, porque é muito importante para o grupo, muitas mudanças, mas estou muito tranquilo porque o grupo é muito competitivo, sabe o que quer durante o jogo e mostra identidade, garra, vontade de lutar. O resultado simplesmente é uma consequência", concluiu.

Futebol