PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Luiz Adriano vive maior jejum de gols desde que chegou ao Palmeiras

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

13/04/2021 08h00

Classificação e Jogos

Para a decisão da Recopa Sul-Americana, nesta quarta-feira, contra o Defensa y Justicia, o Palmeiras pode ter um reforço importante. Artilheiro do clube na última temporada, com 20 gols, Luiz Adriano está recuperado da covid-19 e á foi reintegrado ao restante do elenco. O atacante, no entanto, atravessa seu maior jejum de gols desde que chegou ao clube.

O último gol de Luiz Adriano ocorreu no dia 18 de janeiro, data em que o Palmeiras goleou o Corinthians por 4 a 0, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o camisa 10 balançou a rede duas vezes.

Desde então, o atacante disputou outras nove partidas, passando em branco em todas. Dentre as nove aparições, oito foram como titular, sendo que em quatro o jogador de 34 anos não foi substituído.

Antes, o maior jejum sem gols do centroavante pelo Palmeiras era de sete jogos. A sequência de sete partidas sem marcar aconteceu duas vezes: entre o fim de 2019 e início de 2020 e entre setembro e outubro do ano passado.

Luiz Adriano não entra em campo desde o triunfo por 2 a 0 sobre o Grêmio, no Allianz Parque, que garantiu a Copa do Brasil. Na última temporada, o atacante foi o artilheiro do time na Copa Libertadores, ao lado de Rony, com cinco gols. No Campeonato Brasileiro, o atleta anotou 10 tentos e ficou atrás apenas de Raphael Veiga, que marcou um a mais.

A participação do jogador diante do Defensa y Justicia vai depender do técnico Abel Ferreira. Após a derrota nos pênaltis para o Flamengo, no domingo, pela Supercopa do Brasil, o treinador afirmou que a participação do artilheiro vai depender da condição física.

"O Luiz já não está conosco já há alguns dias, fruto da covid-19. Vamos recebê-lo, analisá-lo, ver como está a condição física e tomar a melhor decisão. Todas as decisões que tomo, são pensando no que é melhor para a equipe", explicou Abel.

Palmeiras e Defensa y Justicia disputam a Recopa Sul-Americana na quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mané Garrincha. Como venceu o duelo de ia por 2 a 1, na Argentina, o Verdão depende de um empate para conquistar o título inédito. Já uma derrota por um gol de diferença leva o confronto para os pênaltis.

Palmeiras