PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos reduz a folha salarial do clube em pouco mais de R$ 2,5 milhões

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

12/04/2021 11h58

Nesta segunda-feira, Andres Rueda, presidente do Santos, fez uma longa apresentação com transmissão do canal oficial do clube para comentar sobre pontos importantes dos primeiros 100 dias de sua gestão. Dentre os assuntos abordados, o mandatário abordou a redução da folha salarial neste período de pouco mais de três meses.

Conforme apresentado, o time da Vila conseguiu reduzir o custo institucional mensal em mais de R$ 2,5 milhões desde que Rueda assumiu a presidência. A folha salarial do clube caiu de R$ 9.777.354 para R$ 7.265.088.

Esse cálculo engloba os custos do Santos com o futebol e todas as áreas administrativas do clube. De acordo com Rueda, o clube quer reduzir ainda mais a folha salarial a médio e longo prazo.

"Nosso objetivo é bem menor. Nós precisamos chegar em R$ 5,5, R$ 6 milhões. Vai chegar sem prejuízo algum, tanto no administrativo quanto no futebol. Tem gordura para chegar nisso", afirmou o presidente.

De acordo com os slides apresentados pelo mandatário, o elenco profissional do Santos custa R$ 4.341.188 ao clube por mês. Já a comissão técnica tem uma remuneração que totaliza R$ 493.492 mensalmente.

Um dos motivos para a significativa diminuição da folha é o corte no número de funcionários do clube. Quando Rueda assumiu a presidência, o clube contava com um quadro de 488 profissionais. Agora, o Santos conseguiu reduzir esse número para 404, sendo que 265 são do futebol e 138 de áreas administrativas.

O presidente ainda destacou o fato de nenhum funcionário do clube receber um salário que ultrapasse o valor de R$ 20 mil. Segundo Rueda, a situação não é ideal, mas se faz necessária dentro do cenário financeiro conturbado do Santos.

Santos