PUBLICIDADE
Topo

Santos

Defesa do Santos chega ao seu nono jogo seguido sofrendo gols

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

08/04/2021 07h00

Classificação e Jogos

Apesar de ter aproximado o Santos da fase de grupos da Libertadores, a vitória por 3 a 1 sobre o San Lorenzo nesta terça-feira, na Argentina, evidenciou um problema que Ariel Holan terá que trabalhar. Com o gol sofrido, o time da Vila Belmiro chegou a marca negativa de nove jogos seguidos sendo vazado.

A última vez em que a defesa santista passou em branco foi no dia 17 de fevereiro, no triunfo por 1 a 0 contra o Corinthians, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2020.

Desde então, são 16 gols sofridos em nove partidas, resultando em uma média de 1,7 bolas na rede por compromisso.

Dessa forma, Ariel Holan vai aos poucos tentando inserir a sua filosofia de jogo para tentar sanar este problema. Desde que o argentino assumiu o comando, o clube já vem se comportando de uma maneira diferente, com a sua linha defensiva postada quase na linha do meio de campo durante boa parte das partidas.

Diante do San Lorenzo, aliás, isso ficou evidente. Com isso, o Santos sofreu pressão dos donos da casa em apenas um curto intervalo de tempo, mas esse período foi o suficiente para a equipe ser vazada, principalmente pela desatenção de alguns atletas, permitindo que os rivais encontrassem espaço.

O mesmo foi visto na partida contra o Ituano, no dia 13 de março, pelo Campeonato Paulista. Na ocasião, o Santos venceu por 2 a 1, mas o time do interior criou diversos contra-ataques a partir de falhas santistas na recomposição defensiva e ficou perto de anotar mais tentos.

Agora, o Santos terá um semana para ajustar os erros e tentar encerrar essa série negativa. O Santos volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília), diante do San Lorenzo, pelo jogo de volta da terceira fase preliminar da Copa Libertadores.

Santos