PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato pede desculpas à torcida e diz que Grêmio irá tomar providências após derrota

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

07/03/2021 21h51

A temporada de 2020 do Grêmio terminou de forma amarga. Neste domingo, o Tricolor perdeu por 2 a 0 para o Palmeiras, no Allianz Parque, e ficou com o vice-campeonato da Copa do Brasil. Após a derrota, o técnico Renato Gaúcho pediu desculpas à torcida e afirmou que o clube irá tomar providências para brigar por grandes títulos em 2021.

"Primeiro lugar, pedir desculpas para a torcida do Grêmio. Ela estava apostando muito nesse título. A gente não conseguiu dar essa alegria. Eu tenho trocado bastantes ideias com o presidente. Nessas horas, é ter cabeça tranquila, fresca. E a partir de amanhã, a gente começa a tomar providências", disse em entrevista coletiva.

"Não adianta tomar providências de cabeça quente. A gente tem trocado ideias e sabe muito bem o que tem que ser feito. Não estamos parados. Estamos nos mexendo, e algumas providências serão tomadas", completou.

As mudanças no elenco, no entanto, não serão imediatas. Na quarta-feira, o Grêmio enfrenta o Ayacucho, do Peru, fora de casa, pela segunda fase preliminar na Libertadores.

"Problemas todo mundo tem, mas não tem muito tempo para corrigir. Quarta-feira, uma semana depois já tem uma segunda partida. Contratar a gente vai, mas os jogadores não chegam amanhã. Infelizmente, ou felizmente estávamos na final. Não tivemos nem tempo para nos preparar. A Libertadores começa quarta-feira. Não adianta cobrar um milhão de providências porque não temos esse tempo", afirmou Renato.

Por fim, o técnico do Grêmio fez uma análise da partida e explicou a escolha por Thaciano como titular.

"Thaciano faz parte do grupo do Grêmio. Entrou pelo lado. Quem estava jogando por dentro era o Alisson. Tentamos até porque o Pinares não está inscrito. O Jean caiu de produção nos últimos jogos. Tinha que tentar alguma coisa. Procurei tentar fazer de tudo. Mudei algumas peças. O Grêmio estava muito bem no primeiro tempo. Tivemos um gol feito que perdemos com o Pepê. Em uma decisão, tem que matar. Se não, o adversário mata", concluiu.

Futebol