PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras: Marcos Rocha exalta semana 'livre' para titulares antes de final

Marcos Rocha foi um dos jogadores poupados do Dérbi contra o Corinthians - Cesar Greco
Marcos Rocha foi um dos jogadores poupados do Dérbi contra o Corinthians Imagem: Cesar Greco

04/03/2021 16h11

Visando o segundo jogo da final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, o Palmeiras enfrentou o Corinthians, ontem, com um time alternativo. A decisão do técnico Abel Ferreira de poupar todos os titulares foi elogiada pelo lateral direito Marcos Rocha, que enxergou com bons olhos a semana livre para treinos.

"Tendo uma semana praticamente livre, onde o Abel teve uma decisão de poupar boa parte da equipe para trabalhar e recuperar fisicamente, com a sequência de jogos que o Palmeiras teve esse ano, vai ser importante para chegar no domingo com mais fôlego, vontade, garra e determinação para defender o resultado e buscar vencer", disse ao canal oficial do clube.

Na partida de ida, disputada na Arena do Grêmio no último domingo, o Verdão triunfou por 1 a 0, com gol de Gustavo Gómez. Apesar do resultado, o Alviverde passou por um sufoco no segundo tempo, quando o zagueiro Luan foi expulso. Marcos Rocha destacou a vitória e a postura da equipe durante o período com um jogador a menos.

"Resultado importante que conseguimos no primeiro jogo, sabíamos a dificuldade que iríamos encontrar, ainda mais com a expulsão. A gente teve que se doar ainda mais dentro de campo, correr ainda mais, para que pudéssemos segurar o resultado. Sabemos que a equipe do Grêmio é perigosa. Se entrarmos concentrados e nos doarmos, como foi nos 45 minutos finais com um a menos, temos a possibilidade grande de sair com essa vitória e conseguir esse título", relatou.

O lateral-direito está em busca de seu segundo título da Copa do Brasil. Em 2014, o jogador conquistou o torneio pelo Atlético-MG, após vencer o rival Cruzeiro na grande final. O camisa 2 relembrou a decisão de seis temporadas atrás, mas reafirmou o desejo de deixar o nome na história do Palmeiras mais uma vez.

"Foi bastante especial, ainda mais se tratando de vantagem em cima do Cruzeiro, que vinha ganhando o Campeonato Brasileiro. Conseguimos dois resultados positivos. Agora é uma oportunidade única de conquistar mais um título, deixar o nome novamente na história do Palmeiras. O intuito do grupo, da diretoria, é deixar o ano de 2020 marcado com mais um título", afirmou.

Caso conquiste a Copa do Brasil, o Palmeiras irá faturar seu terceiro troféu na temporada. Campeão paulista, o Alviverde venceu a Libertadores pela primeira vez desde 1999. Marcos Rocha falou sobre a importância do título continental e exaltou o esforço do clube, que também chegou longe no torneio em 2018 e 2019.

"Desde 2018 a gente está batendo na porta, com eliminações que doeram bastante pela qualidade que a gente tinha dentro do elenco e confiança que tínhamos em chegar na final da Libertadores. Esse ano aconteceu, chegamos à final com toda a dificuldade. Com tudo que aconteceu dentro da competição, conseguir ser campeão em jogo único, no Maracanã, contra um rival, que é o Santos, foi muito significativo e especial. Vínhamos a três anos batendo na porta, trabalhando muito duro para conseguir essa Libertadores, que era o sonho do nosso torcedor. Espero que domingo a gente possa presenteá-los com mais um título", concluiu.

A segunda partida da final da Copa do Brasil será disputada no domingo, às 18 horas (de Brasília), no Allianz Parque. Como venceu o confronto de ida por 1 a 0, na Arena do Grêmio, o Palmeiras possui a vantagem do empate.

Palmeiras