PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rafael deixa apelido de "Papagaio" para trás e celebra volta em Derby após doping

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

03/03/2021 21h22

Após cumprir 14 meses de punição por doping, Rafael Elias voltou a entrar em campo na noite desta quarta-feira, em Itaquera. Colocado durante o segundo tempo do empate contra o Corinthians, válido pela segunda rodada do Campeonato Paulista, o atacante que deseja deixar para trás o apelido de "Papagaio" celebrou.

"É um grande recomeço. Quero, primeiramente, agradecer a Deus, porque, sem Ele, nada seria possível. Agradeço ao Palmeiras pelo suporte que me deu. Ao professor Abel, comissão e todo o estafe que vem me ajudando nesses 14 meses que fiquei parado", disse o atleta, formado na base, em entrevista ao Premiere.

Em outubro de 2019, durante período de empréstimo ao Atlético-MG, Rafael testou positivo para hidroclorotiazida, um diurético de uso proibido. Pouco depois, o atacante seguiu para o Goiás, clube que defendeu em sua partida anterior como profissional, disputada em novembro do mesmo ano.

"Graças a Deus, pude voltar em um Derby. Não é o resultado que a gente queria. Fomos bem na primeira etapa, mas é vida que segue. Virar a chavinha agora e, domingo, tem a final da Copa do Brasil. Vamos focar todas as forças nesse jogo para sairmos campeões", afirmou o atacante.

Rafael passou com sucesso pelas categorias de base do Palmeiras e chegou disputar o Sul-Americano Sub-20 pela Seleção Brasileira. Autor de um gol em seis partidas pelo time principal em 2018, o atacante decidiu deixar o antigo apelido de Papagaio para trás.

"Uma opção minha. (Quero) recomeçar, fui pai. Então, é um recomeço na minha vida e na da minha família. Espero voltar a fazer o que fiz muito bem na base: gols. E ajudar a equipe no restante da temporada", disse Rafael, vinculado ao Palmeiras até o final de 2023.

Futebol