PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diretor do Tricolor reconhece problema com salário de Daniel Alves e fala sobre Hernanes

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/02/2021 05h00

Uma das missões da nova diretoria do São Paulo - comandada pelo presidente Julio Casares - é buscar alternativas para a permanência de Daniel Alves. O salário do jogador, definido em 2019, está em um patamar bem acima do que o clube pode arcar no momento. Assim, o diretor de futebol Carlos Belmonte reconhece a necessidade de uma conversa com o camisa 10 para buscar alternativas. Há uma dívida do Tricolor com o atleta.

"Posso dizer que não é fácil, estamos buscando alternativas para que a gente consiga fazer com que ele continue no clube. O Daniel nunca fez referência de não continuar. Ele está se entregando. O salário dele não é fácil. O São Paulo preparou um plano de marketing que desse sustentação para o pagamento (que não vingou). Você precisa ser claro e reto. Há um valor em aberto do ano passado, A nossa intenção é contar com o jogador", afirmou o dirigente, em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN.

Belmonte destaca que Daniel Alves tem sido extremamente paciente com a atual situação financeira do São Paulo. "É um jogador mundial, absolutamente comprometido, entrega o tempo inteiro, é o primeiro a chegar, o último a sair dos treinos. É um exemplo espetacular para os meninos. Acho que ele entrega sim o que se espera, mas pode entregar mais com um time que entregue mais também", emendou.

Hernanes

Outro veterano que está nos planos do São Paulo é o volante Hernanes, que participou com sucesso de títulos nacionais em 2007 e 2008 e ainda foi decisivo para ajudar o clube a sair do rebaixamento no Brasileiro em 2017. O meio-campista completa 36 anos em maio e tem sido aproveitado com limitação, ficando mais no banco de reservas.

"Esportivamente, a gente tem interesse no Hernanes. O Crespo (novo treinador) acha ele importante, talvez não com a minutagem máxima, mas ele é importante em tudo, na composição de um elenco. Ele pode também nos ajudar com o crescimento dos meninos. Temos que trabalhar, talvez não como titular, o que será uma decisão da comissão técnica. (O Hernanes) Sempre faz parte dos nosso planos. Ele é fundamental como alguém que já ganhou algo aqui dentro", explicou Belmonte.

Futebol