PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Palmeiras visa manter retrospecto sul-americano em disputa pelo terceiro lugar do Mundial

Jogadores do Palmeiras reconhecendo gramado do estádio que farão estreia no Mundial de Clubes - David Ramos - FIFA/FIFA via Getty Images
Jogadores do Palmeiras reconhecendo gramado do estádio que farão estreia no Mundial de Clubes Imagem: David Ramos - FIFA/FIFA via Getty Images

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

09/02/2021 07h00

O Palmeiras está eliminado do Mundial de Clubes, após perder para o Tigres, do México, no domingo, mas ainda terá mais um compromisso pelo torneio. Na quinta-feira, às 12h (de Brasília), a equipe comandada por Abel Ferreira enfrenta o Al-Ahly, do Egito, pela disputa do terceiro lugar. Para figurar no pódio, o Verdão aposta no retrospecto sul-americano na competição.

Somente outros quatro campeões da Libertadores não garantiram vaga na decisão do Mundial de Clubes: Internacional, em 2010, Atlético-MG, em 2013, Atlético Nacional, em 2016, e River Plate, em 2018. Todos, no entanto, garantiram a terceira colocação.

Na maioria dos casos, os sul-americanos conseguiram triunfar no tempo normal. Em 2010, o Internacional venceu o Seognam, da Coreia do Sul, por 4 a 2, sofrendo os dois gols apenas nos minutos finais. Já em 2013, o Atlético-MG sofreu, mas superou o Guangzhou Evergrande, da China, por 3 a 2. O River Plate, por sua vez, goleou o Kashima Antlers, do Japão, por 4 a 0 em 2018.

Quem teve a maior dificuldade para ficar com o terceiro lugar foi o Atlético Nacional. O clube colombiano empatou em 2 a 2 no tempo normal contra o América-MEX, depois de abrir 2 a 0 no primeiro tempo. Na disputa de pênaltis, o time do técnico Reinaldo Rueda venceu por 4 a 3.

O duelo entre Palmeiras e Al-Ahly será o primeiro entre o campeão sul-americano e o campeão africano pelo terceiro lugar do Mundial de Clubes. Contando semifinais do torneio, já houveram quatro encontros. Em 2006 e 2012, Internacional e Corinthians eliminaram o próprio Al-Ahly. Enquanto o Colorado triunfou por 2 a 1, o Alvinegro avançou pelo placar de 1 a 0. Já em 2007, o Boca Juniors superou o Étoile du Sahel, da Tunísia, também por 1 a 0.

A única derrota ocorreu em 2010. Na ocasião, o Internacional, comandado por Celso Roth, foi surpreendido pelo Mazembe, da República Democrática do Congo, que venceu por 2 a 0.

Apesar do retrospecto positivo dos campeões da Libertadores, o Palmeiras precisará confirmar o favoritismo dentro de campo. A última partida do Verdão no Mundial de Clubes será disputada no Cidade da Educação, mesmo estádio da semifinal.

Palmeiras