PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio pode derrubar Rogério Ceni; Marcelo Gallardo segue na mira do Flamengo

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

26/01/2021 13h35

Esta semana pode ser decisiva para o futuro de Rogério Ceni no comando do Flamengo. A derrota para o Athletico-PR no domingo complicou a situação do time na briga pelo título brasileiro, mas, apesar da pressão da torcida, a diretoria manteve o treinador.

Nesta quinta-feira, o Flamengo tem confronto decisivo diante do Grêmio, em Porto Alegre. Uma nova derrota, portanto, pode ser o fim da linha para Ceni.

Com 55 pontos, o Flamengo é o terceiro colocado na tabela de classificação, com um jogo a menos que os líderes Inter (62) e São Paulo (58). A partida na Arena do Grêmio, adiada da 23ª rodada, colocará o Rubro-Negro em pé de igualdade com a concorrência.

Caso Ceni seja demitido, Marcelo Gallardo segue como preferido da diretoria do Flamengo. Na semana passada, o argentino iniciou a pré-temporada no River Plate, mas sua renovação não está sacramentada.

Marcelo Gallardo é o principal cotados para assumir o Flamengo caso Ceni saia

Técnico mais vencedor da história do River, Gallardo está valorizado no mercado, mas não recebeu proposta de um grande clube europeu. O próprio Gallardo, entretanto, admitiu que não deixará o Ríver por menos do que 27 milhões de dólares anuais. Isto significa salário mensal em torno de 2,2 milhões de reais, o que não está fora da realidade do Flamengo, que pagava quase 2 milhões a Jorge Jesus.

O elenco Rubro-Negro iniciou a preparação para o jogo contra o Grêmio na manhã desta terça-feira. Rodrigo Caio e Diego Alves se recuperam de lesões musculares e seguirão fora do time. Ceni, entretanto, ganha o reforço do atacante Bruno Henrique, que retorna após cumprir suspensão pelo terceiro amarelo.

Futebol