PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Rivais na semifinal, Palmeiras e River lideram estatísticas da Libertadores

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

05/01/2021 07h00

O Palmeiras faz uma grande campanha na atual edição da Copa Libertadores. Time de melhor campanha na fase de grupos, o clube alviverde está invicto na competição e enfrenta o River Plate hoje, às 21h30 (de Brasília), em jogo de ida das semifinais. Curiosamente, os dois clubes se alternam na liderança de estatísticas relevantes do torneio continental.

As duas equipes possuem os melhores ataques da atual Libertadores. Enquanto o time argentino marcou 31 gols em 10 partidas, o Palmeiras balançou as redes 29 vezes no mesmo número de confrontos. Os paulistas, no entanto, foram melhores defensivamente e sofreram apenas quatro gols, contra nove dos argentinos. O clube menos vazado foi o Boca Juniors, com apenas três gols concedidos.

Segundo o Footstats, o River Plate também lidera no quesito de finalizações certas, com 91 arremates no alvo. O Palmeiras aparece em segundo lugar, com 72 chutes na meta. O aproveitamento argentino nas finalizações também é melhor: 50,8% contra 47,1%.

A situação se inverte no critério de passes certos. O Palmeiras executou com êxito 4068 passes durante o torneio, enquanto a equipe comandada por Marcelo Gallardo realizou 3992. A porcentagem de passes certos dos brasileiros é de 92%, a maior entre os semifinalistas. O River Plate aparece na sequência com 90%.

O Palmeiras também é a equipe que mais desarma na Libertadores, com certa vantagem em relação ao adversário. Até o momento, foram 181 desarmes corretos do clube paulista contra 161 do time argentino.

Os rivais desta terça-feira ainda figuram no topo da lista de viradas de jogo. O River Plate realizou 55 inversões corretas em 65 tentativas, aproveitamento de 84,6%. Já o Palmeiras executou a manobra com perfeição em 43 ocasiões, mas com uma taxa de efetividade de 86%.

Entre os semifinalistas, as equipes também são as duas com maior média de posse. Enquanto o Palmeiras ficou com a bola em 57,3% do tempo em que esteve em campo, o River teve 54,8% de posse.

Por fim, Palmeiras e River Plate possuem os dois maiores garçons da Libertadores. Os atacantes Rony e Matías Suárez deram sete passes para gol durante o torneio e são os atletas com mais assistências. Além garantir o primeiro classificado para a final, os confrontos no Estádio Libertadores de América e no Allianz Parque também podem definir o dono dos melhores números da competição.

Palmeiras