PUBLICIDADE
Topo

Futebol feminino

Copa do Mundo Feminina passa a ter 32 seleções; Sub-20 e Sub-17 são canceladas

Tamires durante partida entre Brasil e Itália pela Copa do Mundo Feminina, em 2019 - CBF
Tamires durante partida entre Brasil e Itália pela Copa do Mundo Feminina, em 2019 Imagem: CBF

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

24/12/2020 12h17Atualizada em 24/12/2020 14h04

Após o anúncio do aumento de participantes na Copa do Mundo Feminina de 24 para 32, a Fifa divulgou hoje o detalhamento das vagas e das eliminatórias para a edição de 2023, que acontece na Austrália e Nova Zelândia.

Agora, serão 11 vagas diretas para a Europa, seis para a Ásia, quatro para a África e para as Américas Central e do Norte, três para a América do Sul e uma para a Oceania. As três vagas restantes serão decididas em repescagens.

Para a repescagem, serão duas vagas para Ásia, África, Américas Central e do Norte, e América do Sul; e uma para Oceania e Europa.

Os países então serão divididos em três grupos, dois com três equipes e um com quatro. Seguindo o ranking da Fifa, a duas seleções mais bem colocadas serão cabeças de chaves dos grupos com três times; quem terminar em primeiro na chave fica com a vaga. O grupo com quatro seleções terá a presença do terceiro e do quarto time melhor colocado no ranking, eles enfrentaram as outras duas equipes; quem vencer, se enfrenta em outro duelo para aí definir a última vaga.

Anfitriãs, Austrália e Nova Zelândia já estão garantidas automaticamente na disputa, mas dentro da conta feita pela Fifa. Ou seja, uma das seis vagas diretas das Eliminatórias Asiáticas já é da Austrália (que disputa o torneio na Ásia apesar de ficar na Oceania), e a vaga direta da Oceania já é da Nova Zelândia. A Fifa convidará as duas seleções para disputar amistosos contra as equipes dos grupos 1 e 2 da repescagem como forma de preparação.

Sub-20 e Sub-17 cancelados

Na esteira do anúncio da Copa do Mundo Feminina, a Fifa também divulgou que as edições de 2021 do Mundial Sub-20 e Sub-17 estão canceladas por conta da pandemia de covid-19. Os torneios aconteceriam na Indonésia e no Peru, que já foram definidos como as sedes das próximas edições, em 2023

Veja o comunicado oficial da Fifa:

"Como resultado da pandemia do coronavírus, o Bureau do Conselho da FIFA decidiu cancelar as edições de 2021 da Copa do Mundo Sub-20 da FIFA T e da Copa do Mundo Sub-17 da FIFA T, e nomear a Indonésia e ao Peru, anfitriões dos torneios em 2021, organizadores das edições de 2023."

Futebol feminino