PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sem público, GP Brasil de Atletismo acontece neste domingo

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

05/12/2020 14h44

A cidade de São Paulo já está pronta para receber o Grande Prêmio Brasil Caixa de Atletismo, válido pelo World Athletics Continental Tour Silver 2020, que começa às 13h10 (de Brasília) deste domingo, no estádio do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, sem a presença do público. Alguns atletas, neste sábado, já treinaram na pista da competição.

Na expectativa para o dia, três atrações participaram de uma coletiva virtual: Darlan Romani, recordista sul-americano do arremesso do peso, e os velocistas Paulo André Camilo de Oliveira e Vitória Cristina Rosa.

(Foto: Divulgação/CBAt)

Darlan, quarto colocado no Ranking Mundial de 2019, falou da dificuldade em treinar com a pandemia impedindo a ida aos ginásios. "Foi um ano totalmente atípico. Tivemos de improvisar muito para manter a forma. Construí um setor de arremesso ao lado da minha casa e consegui equipamentos de musculação emprestados", afirmou. "No GP quero um bom resultado, apesar de todos os problemas. O objetivo, claro, está voltado para os Jogos de Tóquio", concluiu.

Paulo André admitiu que não está em sua melhor forma física, mas está feliz em poder competir novamente. "Não estou na melhor forma, mas tenho velocidade guardada em mim. De repente posso surpreender a mim mesmo. Fiz um pedido especial para o meu treinador (o pai Carlos Camilo) para participar do GP. Estou sentindo falta da adrenalina e do clima de competição", declarou. Já Vitória Rosa disse estar bastante motivada para conseguir um bom resultado. "Mesmo com todos os problemas da temporada, estou me sentindo bem e quero correr melhor no GP e no Troféu Brasil", falou.

Por conta das medidas de saúde necessárias pela pandemia de covid-19, o GP não contará com a presença do público. Dentre 153 atletas de 17 países, o Brasil estará em 21 provas, sendo 10 no feminino e 11 no masculino.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol