PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Montenegro descarta Luxemburgo ou Abel no Botafogo e ataca Felipe Neto: "Achei isso covarde"

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

29/10/2020 09h31

A crise no Botafogo teve mais um capítulo com a entrevista do ex-presidente e membro do conselho gestor, Carlos Augusto Montenegro, na tarde desta quarta-feira. Poucas horas depois da derrota de 1 a 0 para o Cuiabá pela Copa do Brasil e do clube desmanchar a comissão técnica, o dirigente não mediu palavras. Disse que o youtuber Felipe Neto teve uma atitude covarde ao misturar o mau resultado em campo com o projeto S/A. Além disso ele descartou a chegada de treinadores medalhões, como Vanderlei Luxemburgo e Abel Braga, livres no mercado.

Montenegro explicou que a promoção de Bruno Lazaroni, que vai voltar a ser auxiliar técnico, foi na marra.

"As pessoas ficam pedindo Abel, Vanderlei Luxemburgo, mas não sabem que o clube está falido. Que estamos promovendo jogadores da base na marra. A própria promoção do Lazaroni. Fizemos por falta de dinheiro", explicou ele.

O dirigente mostrou insatisfação com a postura de Felipe Neto. O youtuber criticou o comitê gestor e disse quer o projeto S/A não deve sair.

"Ele misturou uma derrota com o S/A. Incendiou um processo e achei isso covarde. Poderia ter ficado em casa, chateado. O Comitê diminuiu custo. Eu já fiquei nervoso algumas vezes por causa de Botafogo, e o Felipe Neto ficou nervoso. Mas se não fosse o comitê, a ajuda de algumas pessoas e da torcida o clube tinha falido de vez. Quando eu tentava devolver a sede do Botafogo o Felipe Neto não tinha nascido. Vamos falar sério, arregaçar a manga, ajudar o clube. Ele se comprometeu a colocar três milhões e depois não atendeu o telefone", disse Montenegro.

O dirigente explicou que o projeto Botafogo S/A segue vivo. Faltam R$ 70 milhões para fechar o valor necessário.

"Pode ser que apareçam os setenta milhões. Os irmãos Moreira Salles ofereceram metade mais um do valor pedido. Chegaram outros cinquenta e quatro milhões de outros investidores. Vamos aguardar. Não há como ter recuperação judicial. Mas também não é S/A. Quem deu esse nome foi a imprensa. É BDN, busca por dinheiro novo", disse ele.

Aos 66 anos Carlos Augusto Montenegro anunciou que está deixando o Botafogo. Ele vai seguir no comitê apenas até a eleição de novembro. Montenegro presidiu o Glorioso entre 1994 e 1996, conquistando alguns títulos, sendo o mais importante o Brasileirão de 1995.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol