PUBLICIDADE
Topo

Santos

Rollo diz que ligou para Caboclo e quer notificar Gaciba por arbitragem

Orlando Rollo concede entrevista coletiva na Vila Belmiro - Ivan Storti/Santos FC
Orlando Rollo concede entrevista coletiva na Vila Belmiro Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

26/10/2020 19h26

Classificação e Jogos

Orlando Rollo, do Santos, ficou incomodado com a atuação do árbitro Anderson Daronco na derrota por 3 a 1 para o Fluminense no último domingo, no Maracanã, e disse que vai notificar o Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem sobre o caso. O mandatário afirmou que já conversou com o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

"Santos está abandonado há muito tempo, não só na gestão Peres. Santos perdeu a força política nos bastidores. Uma das coisas que fiz quando assumi a presidência foi ir até FPF e CBF para mostrar que o Santos tem presidente. Ontem, depois do jogo, muita gente esperava atitude intempestiva. E eu não ajo dessa maneira. Dirigente que grita em vestiário, invade gramado... Ajo com seriedade, sobriedade e respeito aos envolvidos. Entendo que Santos foi prejudicado, sim, apesar de respeitar o árbitro. E eu tenho que tomar providências. Santos tem presidente. São quatro lances polêmicos. Conversei com o presidente da CBF por telefone e reclamei. Estarei oficiando na Comissão de Arbitragem, presidida pelo (Leonardo) Gaciba. Pessoa séria e respeito, mas comissão que ele preside precisa tomar providências sobre o preparo técnico dos árbitros", disse Rollo, à ESPN Brasil.

"Não vou deixar de defender o clube. Santos tem sido prejudicado nesse campeonato, principalmente em questões que envolvem o VAR. Conversei sobre isso na CBF e continuarei reclamando. Vou ser o presidente mais chato na Comissão de Arbitragem. Nem que eu seja conhecido como presidente mais chato do Brasil", completou o presidente.

Em manifestação na Santos TV, Orlando Rollo listou os lances polêmicos.

"Tiveram quatro lances em que nos julgamos prejudicados e que interferiram diretamente no resultado. Não vamos aceitar o resultado dessa forma que foi hoje. O jogo se ganha dentro de campo, mas, no meu entendimento, o árbitro interferiu diretamente no resultado em virtude de suas interpretações. Com todo o respeito, no meu entendimento, foram errôneas. Principalmente nos dois gols anulados. Em um deles, o bandeira já estava até correndo para o meio de campo. Houve um lance em que o Arthur levou uma 'mãozada' no rosto. E tem o lance do Hudson em cima do Soteldo, que era para gerar uma expulsão direta. Vocês podem ver pelas imagens que foi um lance forte, mas gerou um simples cartão amarelo", pontuou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Santos